terça-feira, 30 de abril de 2013

quem é lucrécia?


lucrécia.
quem é lucrécia?
é da grécia?
ou da suécia?
por Deus! quem é lucrécia??
isso é nome de aproveitadora!
___não! é a lucrécia santos! a escrava!
nada nada nada... lucrécia é como samantha...
ou...ou...pâmela: tudo nome de aproveitadora!
___credo....que preconceito...
pego uma metralhadora e...rá tá tá tá!
___ah...vai! esquece a lucrécia,
a rainha de roma!

para que estes pés tão bonitos?


para que estes pés tão bonitos?
para te levar pelos melhores caminhos!
só.
só isso.

segunda-feira, 29 de abril de 2013

inspiro-te!


mergulhe!
respire!
inspira-me!
você tá linda!
não!
você é linda!
até de baixo das águas quentes!
mergulhe!
respire!
inspira-me!
você já é poesia!
com a ternura de seus olhos
e o sorriso que me alcança!
alegria!
sobre as águas!
sob as águas!
mergulhe!
respire!
inspiro-te!
esperança.

as árvores somos nozes.


árvores passam voando sobre minha casa.
não estão fugindo de queimadas,
e nem brincando de queimada.
que nada!
fogem de tratores e pás carregadeiras,
que as arrancam com raiz e tudo,
nada sobra.
nem sombra,
só dúvidas.

e os passarinhos são obrigados a voar.
vão sumindo daqui.
vão cantar fora.
nada do canto melodioso do anu,
nem dos assobios loucos dos pássaros pretos.
tucanos?
só se for engano.
estamos no lugar errado.
alguns anos atrás era tudo cerrado.

as árvores continuam voando.
elas é que estão certas.
voam alucinadamente.
rasante, velozes.
as árvores somos nozes,
na velocidade do...
progresso (?).

quarta-feira, 24 de abril de 2013

100 dias de governo.


100 dias de governo.
sem dias, sem noites de sossego.
100 buracos para tapar?
100.000!
100 canteiros para roçar?
100 multiplicado!
sem massa asfáltica para os pobres,
as ruas do bairro continuam suíça.
todas são feitas de queijo.
não matam a fome.
matam de maneira literal o coitado.
100 dias de governo.
100 dias tentando ajeitar todo mundo.
100 dias é meia dúzia mal contado.
sem nada para o povo.
sem vergonha.
sem graça.

terça-feira, 23 de abril de 2013

uma saudade até com você perto de mim!


me vem um sinal dos céus:
saudades!
pareço meio paranoico com esse negócio,
mas é assim mesmo.
sentir saudades de pouco tempo,
morrer de saudade por um ou dois dias,
evoluir para um óbito se for mais de uma semana.

é assim mesmo! é assim desse jeito assim!
(essa frase parece um viral!)
uma saudade até com você perto de mim!

sexta-feira, 19 de abril de 2013

nas curvas de um rio e nas águas que bebemos.


mensagem de manhãzinha:
to com saudades.
sonhei com você,
acordei sorrindo.

um dia assim é mais produtivo.
felicidade se encontra nos detalhes de uma vida,
nas curvas de um rio e nas águas que bebemos.

no alfa beta gama, no âmago...


congestão.
ingestão.
indigestão.
um gesto indigesto.
um destino enfadonho
para um intestino delgado.
delegado! seu grosso!
seria o sal à gosto?
ou os olhos maiores
que a boca do estômago?
talvez seja óleo em demasia...
é essa a azia??
no alfa beta gama, no âmago...
temos que cuidar disso...
gengibre? bah!
agende um compromisso:
"fila e médico pra variar."

uma garrafa de champagne pela metade


chutei uma macumba.
estava passando de moto
quando avistei o trabalho.
uma garrafa de champagne pela metade
e uma taça servida até o meio,
tudo numa esquina de caminhões
e muitíssimos carros, motocas e tapetes voadores.
ao me aproximar fazendo a curva
tive a estratagema de esticar a perna direita e,
com a ponta do pé, derrubei a garrafa,
o conteúdo e a bebida do convidado.
ouvi o barulho do despacho caindo,
porém, não tive como olhar para trás
porque o trânsito não estava para brincadeiras.

segui para o meu compromisso.
alguns quarteirões abaixo eu já havia me arrependido.
...poxa... pra que eu fiz isso?? logo eu,
que defendo tanto o diálogo e o respeito às diferenças...

deixava a macumba em paz! uma voz me dizia.

quando voltei passei no mesmo lugar.
o vidro estava quebrado e, pelo jeito
foi caminhão bitrem.
e a taça??
a taça estava na sarjeta, mas era novinha.
encostei e peguei a taça.
é hora de me redimir da intolerância:
a taça vai para minha casa!
e foi.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

onde tá a mimosa???


horizonte azul que, na verdade, é verde!
sorte das montanhas e colinas!
permanecem na esperança.
sorte do céu!
sempre azul...
sorte de quem mora ali,
naquela casinha sobre o morro
dividindo o espaço com os tamanduás
e siriemas,
longe do caos e dos problemas!
peraí...
onde tá a mimosa???

quarta-feira, 17 de abril de 2013

peçamos de Alá à Jeová: por favor... que a bomba exploda antes...


os corredores correm.
nos arredores, ares.
os corredores correm.
nos arredores, dores.
os corredores param, caem, choram.
nos arredores pés, pernas e sangue.

no final da maratona a marca do terror.
até quando?
bombas explodindo sobre as criancinhas afegãs.
(seriam todos talibãs?)
bombas que semeiam as ameças no oriente.
bombas que explodem e mutilam, ainda hoje,
as terras pobres da mãe áfrica.
bombas que fazem bum em qualquer parte do mundo
e vão matando tanta gente...

me confundo.
me questiono.
me calo.
me ensurdeço.
me liga!
mande-me boas notícias do iraque!
uma civilização riquíssima!
mande-me as boas novas do velho continente!
tem país extinguindo seus projetos de bomba?

fale-me!
as bombas que explodiram no japão
foram recicladas?
e os metais retorcidos nos pântanos vietnamitas?
já viraram ferro velho?

bombas nos metrôs, nas filas, nas cafeterias;
no ônibus londrino, nas embaixadas, nos hotéis de luxo;
nas igrejas, mesquitas, resorts;
bombas que mataram o vieira, a anne, a benazir, o al-hakin;
o balash, o al-hassan, o martin...
e tantos outras vítimas que serão apenas números...
10 ali, 200 acolá, não sei quantos ontem...
e assim fica impossível!
nem me contem!

peçamos de Alá à Jeová: por favor... que a bomba exploda antes...
antes da chegada,
antes que se cumpra o inglório
objetivo de matar.

segunda-feira, 15 de abril de 2013

nada mais que um pente.


o que tem de tão belo passar as mãos sobre os seus cabelos?
acariciá-los muito menos do que eles merecem por serem tão belos...
cada fio é um caminho de belezura.
e todos exalam um perfume que não é só de shampoo ou de um condicionador qualquer,
nem mesmo de um creme ou outro recurso de salão.
é muito mais que uma festa!
é um cartão de visita e convite para um coquetel de luxo!
e toda produção necessita, apenas, de um pente.
nada mais que um pente.
isso é coisa de Deus!


domingo, 14 de abril de 2013

e o kim jong-un com seus planos!


tensão entre as coreias:
isso é coisa antiga!
URSS do norte e EUA do sul.
e assim ficaram chocas as galinhas.
azul é a cor do céu de ambos os lados
e vasto é o oceano que as cerca.
mas...o clima tenso continua
numa rotina de loucuras varridas.
o chefe ditador do norte
vai tentando a sorte com a bomba H.
diz que tem e que pode até os states detonar.
será que há bomba H???

com diarreia, gonorreia e cefaleia,
o ditador ficou louco!
afinal, pra que essa guerra de coreias?
gente!! a guerra fria já era!!a era do gelo? passou!
vamos juntar esse povo!
um país hermeticamente fechado,
ninguém entra, ninguém sai.
sofrem.
com fome, com falta de tudo, pobreza extrema...
separados por uma cortina de orgulho.
famílias separadas,
amigos que continuam se amando
e o kim jong-un com seus planos!
chega disso!!!
o mundo já se cansou de tanta patifaria!!
cuidado com os states...
se eles invadirem o norte,
tudo será sul,
ou, quiçá,
só restará o sul.

quarta-feira, 10 de abril de 2013

parecendo um bobo alegre, menina!


quando não te vejo fico vendo suas fotos.
você está sorridente em todas!
isso é uma virtude!
faz pose de linda!
sorri.
faz pode de doida!
sorri.
faz pose de sexy!
sorri.
e assim seu sorriso me contamina!
desse jeito fico
parecendo um bobo alegre, menina!

domingo, 7 de abril de 2013

__eu te amo desde a fundação da petrobras!


e você?
você?
você?!
e você??
você...?
__e eu??? eu não tenho nada a ver com isso!!
e você?
você?
você?!
e você??
você...?
__eu...eu... te amo!! e isto é tudo!!

eu te amo desde a criação da humanidade!
__eu te amo desde a fundação da petrobras!
ahhh!!! não faz brincadeirinha que tem nada a ver não!!!
__calma!! a petrobras tem mais de cinquenta anos!!

sexta-feira, 5 de abril de 2013

pedra no sapato?


pedra no sapato?
___não!!
pedra na vidraça?
___não!!
pedra de crack?
___vixi! nãoooo!! nem de graça!
que pedra é essa então?
___é a pedra do poema!
que faz bem ao coração?
___sim!!
que fica no seu caminho?
__sim!!
que você ama um tantão assim ó?
__é!!
é a pedra do poema! fica sempre, oh pequena!
sempre sendo pedra preciosa,
que,
a cada novo sol,
fica mais valiosa ainda!

quinta-feira, 4 de abril de 2013

a daniela disse que gosta é dela.


a daniela disse que gosta é dela.
chega de homens!
chega de dor de cabeça!
o negócio é gostar dela!
homens? esqueça!

já criou os filhos...
tem muita grana e fama...
precisava, apenas, de um novo amor.
e amou outra dela.

homossexualidade...

agora é a vez da daniela!
com aliança e tudo!
(tudo nem precisa mais...)
um motivo pra cantar,
pra dançar, pra se inspirar.
ela
faz
com
a daniela.

era mulher outro dia
e assim continua na bahia:
suas músicas e sua musa.
paixonite apenas seria?
deixem a moça em paz!
carnaval taí!
e uma onda leva e traz
amores!
com ou sem iemanjá,
a daniela gosta mesmo é dela!
olha! lá vai ela!
bejá bejá bejá!
vai joelma!
vai falá
o que não consegue explicá!
a daniela se declarou,
o chimbinha deprimiu
e a casa caiu!

aé aécio???


"Em discurso no Congresso Paulista de municípios nesta quinta-feira, em Santos (SP), o senador Aécio Neves (PSDB-MG) tratou o golpe que instalou a ditadura militar no Brasil como 'revolução de 64'.

O termo é normalmente utilizado por defensores do regime militar que comandou o país de 1964 a 1985."

aé aécio???
aé assim??
nome pomposo pra golpe é revolução?
aé?
aé assim??
que pinga vc tomou??
an??
revolução de 64...
minas paga caro pra te manter!
tomara que suas pinga não convença o resto do brasil!

quarta-feira, 3 de abril de 2013

uma janela com vista para a serra da canastra!


um dia,
um começo
sussurrado,
escondido,
sonhado...
meu Deus?? mereço??
era o dia dois
do mês de abril
do ano que uma linda porta
para mim se abriu:
2010, uma odisseia no universo galático!
seus trejeitos,
seu vocabulário,
muitas vezes,
tão hilário!
seu sorriso que deslumbra,
seu perfume que apascenta...
uma porta,uma fresta,
uma janela com vista para a serra da canastra!
infinitude, virtudes,
brisa que entra pulmões adentro sem esforço.
nas nuvens vejo sempre seu rosto,
três anos te vendo sempre,
e sempre mais encantadora!
me encanta!
não me deixa à toa!
encantoa!
minha professora...
em três anos o bebezinho quase lê!
tá espertinho!
ponho açúcar na cidade:
felicidade!
é o que sinto!
é isso!
encontrei!
meu Deus!!
encontrei a felicidade!
de uma simplicidade...
é isto mesmo o que eu sinto!
obrigado pelos caminhos que me faz seguir,
pelos carinhos que me fazem rir,
pela comunhão total de amores!
é bem-me-quer e
bem-me-quer!
obrigado!