domingo, 31 de maio de 2015

o que mais grave pode acontecer é um vômito.


às vezes, não há nada mais assustador na vida que um banheiro público.
ali se encontram as intimidades de todos os transeuntes,
expostas no chão, nas paredes, nas pias e privadas.
anúncios, versos, pedidos de encontros, números telefônicos,
emails, coisas escritas a caneta ou a cocô.

o cheiro é estridente.
as narinas procuram se refugiar
mas é impossível.
algumas pessoas prendem a respiração antes de entrar
e fazem o que tem que fazer desesperadamente,
saem roxos, se explodindo de respirar
numa busca louca por uma brisa suave.
mistura de merda e urina extra laranja,
cheiro de secreções diversas
e excrementos de inúmeras composições.
o cheiro forte derruba os mais fracos
e deixa os mais fortes menos fortes.

o que os olhos veem também assusta.
a descarga com defeito deixa flutuando
muita bosta nas privadas.
o remix de fezes, com tons diferentes
e texturas, provavelmente, diferentes também,
simulam uma formação geológica.
nas bordas, cocô petrificado e escuro dão um ar de modernismo.
respingos de urina e sêmen deixam as paredes amareladas.
alguns tem o hábito de limpar os dedos nas paredes,
portanto, não é incomum encontrar tufos de bosta no azulejo.
isso realmente mete medo.
geralmente, a culpa é do papel higiênico,
que, assim como as toalhas de papel,
são raridades.

o que se vê e o que se cheira
podem causar efeitos colaterais severos.
o que mais grave pode acontecer é um vômito.
meu Deus do céu...
um vômito no meio daquilo tudo seria uma trinca!
a tríplice coroa!
a cereja do bolo!
que o Senhor nos livre!

de vez em quando quase sempre,
encontramos uma caixinha no canto da pia
com a frase antológica:
"ajude o zelador".
calma...não se preocupe...
isso pode ser uma pegadinha!
afinal, seus impostos estão em dia!

alguns versos ficaram famosos
nos banheiros públicos deste país.
o que mais gosto é aquele assim:
"cagar dá uma alegria profunda,
a bosta cai na água
e a água bate na bunda".
poesia concreta!
é engraçado os recadinhos!
como meu ato de escrever aqui é mais contido,
vou transcrever de maneiro menos vulgar:
"dou o ânus e chupo pênis, podemos marcar aqui! 0000-0000"
"quero comer seu ânuszinho! deixe o horário que venho! 0000-0000"
"vou te deixar louco! faço de tudo e não cobro nada! marque comigo!to aqui 9 da noite! 0000-0000"
os caras que conseguem marcar qualquer coisa dentro de um banheiro público
são fanfarrões corajosos!
credo com as cenas de opróbrio!

pior que usar um banheiro público
é ser assaltado dentro dele!
o risco é iminente!
sempre tem os batedores de carteira de plantão.
o sujeito estava urinando e dois meliantes enfiaram a mão no bolso traseiro da calça.
saíram correndo com a carteira na mão.
o senhorzinho se virou desesperado,
levantou o zíper após interromper a micção,
o que já é um grande sacrifício,
tentou correr mas o que conseguiu foi
beliscar o escroto.
pobre homem...

no meio disso tudo de banheiros públicos
sob o olhar balzaquiano,
o que mais me deixa assim...
enojado mesmo,
são aquelas melequinhas de nariz grudadas na pia.
ôoooo nojera!!
não dava pra desgrudar aquilo e mandar ralo abaixo??
nariz de porco pega bem na feijoada,
que, a propósito,
não como nem com fome!
bom, se eu estiver num deserto e não ter mais nada na vida para comer,
certamente, comeria.
mas, louvado seja! não estou no deserto e nem naufragando!
mas é asqueroso!
nojento ao máximo!
catarros, secreções das vias aéreas,
meleca de gripe,
coriza para os chiques.
não!
isso não dá certo!
por favor,
retire suas melecas grudentas das pias nossas de cada dia!
quer usar um banheiro?
vá na sua casa ou pague pedágio.
ah! e faça a sua parte nos banheiros públicos!
ande com desentupidor,
papel higiênico,
papel toalha,
desinfetante
e sabonete.








uma moça aparece querendo ajudar.


uma moça aparece querendo ajudar.
pega a sopa e leva aos mendigos,
que, diga-se de passagem, estão famintos.
naquela noite, a polícia passou fazendo um rapa
e espantou todo mundo.
alguns jovens que entregavam pão e café
preferiram sair do local com medo de represálias.
não faziam nada de mal,
mas saíram com medo.

a moça voluntária estava ali pela primeira vez
e queria saber tudo sobre o processo:
aproximação, abordagem, diálogos, etc.
nada mais justo que estar perto
dos mais experientes e captar o jeitinho.

é preciso ter esse jeitinho para se aproximar
daqueles que estão nas ruas,
muitas vezes oprimidos,
assustados,
cansados,
desconfiados.

a moça ficou atenta:
ouviu as conversas,
cantou as músicas,
sorriu para os sofredores.
ela estava bem intencionada.
fechamos o trabalho com uma nova lição:
a moça só queria amar os pobrezinhos das ruas.
e essa experiência
serve para todos nós.

sexta-feira, 29 de maio de 2015

ficaram lendos e maravilhosos!!


agora eu vi!
todos os convites do casamento e da recepção estão prontos!
tudo!
surgiram assim, de surpresa!
tudo na mão!
quero partir entregando já!
se bem que podem falsificar...
bom, acho que vou esperar!
mas....
tupurututuiii!!!!
ficaram lendos e maravilhosos!!
você está de parabéns!
não gastei nada!
foram todos ganhados!
ganhados da noiva!
noiva mais lenda e espertinha do universo galático do reino de Deus!
obrigado pela sua beleza e por tanto cuidado e carinho com nossa coisas de nubentes!

__maconha??


hoje tem festa de aniversário!
oooooobaaaa!!!
chegamos.
salgadinhos, queijos e amendoim torrado.
que delícia!
__tá bom...
__tá ótimo!
__tá bom...para de comer....(sussurrando)
__o quê??
__para de comer...você tá passando vergonha...
__peraí, eu tô numa festa!
__para...
__aff! em festa e não comer?? benza Deus...

olha o bolo gente!!
parabéns pra você, nessa data querida!!
__uhhhuuuuuuu!!! aêeeeeeeeeeeeee!!!!uhuuuuuuu!!
__para com esse escândalo! (sussurrando alto)
__ah...!! pelamordedeus!! é hora de festejar!!
__para...que vergonha...
__maconha??
__pamonha!

terça-feira, 26 de maio de 2015

minha água, minha tuda, minha flor!


uma beleza!
é o que exclamo todo dia com a natureza!
vejo-te, sinto este teu perfume,
toco tuas mãos e recebo uma cabeçada.

ôoooo natureza!
como sois perfeita!
desenho de linhas suaves
e toques de ousadia e alegria.
é o nosso lema!

que beleza é essa natureza sua...
me aperta contra o peito e me deixa zonzo.
seria o tal do daime?
seria yoga?
ou outra forma de meditação transcendental?
é tudo isso condensado nessa morena tropicana
que quero o seu sabor!
minha água, minha tuda, minha flor!

e duas babás.


avião cai com luciano huck e angélica.
avião cai com luciano huck e angélica.
avião cai com luciano huck e angélica.
avião cai com luciano huck e angélica.
avião cai com luciano huck e angélica.

avião cai com luciano huck e angélica.
avião cai com luciano huck e angélica.
avião cai com luciano huck e angélica.
avião cai com luciano huck e angélica.

avião cai com luciano huck e angélica.
avião cai com luciano huck e angélica.
avião cai com luciano huck e angélica.
avião cai com luciano huck e angélica.
avião cai com luciano huck e angélica.

avião cai com luciano huck e angélica.
avião cai com luciano huck e angélica.
avião cai com luciano huck e angélica.
avião cai com luciano huck e angélica.

avião cai com luciano huck e angélica.
avião cai com luciano huck e angélica.
avião cai com luciano huck e angélica.
avião cai com luciano huck e angélica.
avião cai com luciano huck e angélica.
avião cai com luciano huck e angélica.

também estavam seus três filhos,joaquim, benício e eva.
também estavam seus três filhos,joaquim, benício e eva.
também estavam seus três filhos,joaquim, benício e eva.

também estavam seus três filhos,joaquim, benício e eva.
também estavam seus três filhos,joaquim, benício e eva.

também estavam seus três filhos,joaquim, benício e eva.
também estavam seus três filhos,joaquim, benício e eva.
também estavam seus três filhos,joaquim, benício e eva.

também estavam seus três filhos,joaquim, benício e eva.
também estavam seus três filhos,joaquim, benício e eva.

além do piloto.
além do piloto.
além do piloto.

além do piloto.
além do piloto.

além do piloto.
além do piloto.
além do piloto.

e do co-piloto.
e do co-piloto.

ah!
ah!
ah!

e duas babás.

segunda-feira, 25 de maio de 2015

o relógio avisa:


o relógio avisa:
__e você? e você? e você?
__eu?? eu te amo!

algumas penas explodem no ar.


ele estava no meio do cerrado,
voando baixo, fazendo graça para os outros passarinhos.
muitos não tinham a mesma agilidade,
por isso, ele chamava a atenção.
as penas pretinhas e brilhosas,
o bico sujo de gabiroba,
os olhinhos atentos.
o bichinho seguia seu voo divertido, mas irresponsável,
meio displicente com os galhos tortos e folhas grossas do cerrado.

voando baixo.
esta seria a expressão correta para o carro que vinha cortando o cerrado
pela rodovia.
a estrada já está ali há muitos anos,
mas os animais não se acostumaram com ela.
talvez fosse parte daquele nicho,
talvez nunca representasse perigo
para quem atravessa voando.

aqueles olhinhos pequenos e pretos
muitas vezes testemunharam tamanduás
e tatus sendo surpreendidos por rodas
velozes e furiosas.
alguns animais ele viu voar também,
mas se espatifavam no meio do asfalto
ou caiam ribanceira abaixo.
aqueles olhinhos também viram
quando outros bichos
viraram sopa.

"isso nunca irá me acontecer"!, pensava.

segue o voo intrépido e rasante em busca de nada para agora,
apenas estripulias.
o voo perde os obstáculos,
um mornaço surge esquentando tudo,
as curvas se transformam em reta.
no meio do caminho,
alguma coisa inesperada o alcança.
um impacto violento,
algumas penas explodem no ar.

dentro do carro ar condicionado
tocando 19 graus ao som de bb king.
um barulhinho seco!
algum passarinho atravessou a frente do carro.
140 km/h eram pouco.
uma breve olhada pelo retrovisor
e uma coisinha caia do céu
no meio da pista quente.
não foi nada! alguém diz.
era o fim daquelas asinhas doidas.


terça-feira, 19 de maio de 2015

as vacas vivas estão na índia


o cardápio já está pronto.
mesmo que a janta esteja longe
e não sabemos como estará o preço da carne,
do queijo e da berinjela em conserva.
aliás, nem sabemos como estará a lei da oferta e da procura!
não nos preocupamos em fazer reserva:
nem no açougue, nem na padaria, nem na feira.
mas...tudo bem!
o cardápio está no jeito!
bonito, impresso em cores
com as nossas fotinhas.
sorridentes, não estamos nem aí pra conta!
o importante é que nosso cardápio está prontinho
a pouco mais de seis meses da grande festa.
se, por acaso, no meio do caminho,
as azeitonas se amarelarem,
ou as batatas ficarem murchas,
ou ainda os tomates cerejas se extinguirem da face da terra,
a gente dá um jeito!
rabisca,
pinta,
acrescenta,
recorta,
cola!
mas...
e se as vacas não morrerem mais?
ou se as codornas se recusarem a botar ovos?
e se o porco se negar a ceder a pele?
ah...!
fiquemos em paz!
as vacas vivas estão na índia,
codorna é praga
e porco vive esticando a pele!
estamos tranquilos!
vamos para festa!!

sexta-feira, 15 de maio de 2015

dizem que a princesa isabel assinou a lei áurea


nossa senhora de fátima tarda mas não falha!
mandou-me notícias da vizinhança e do paraná.
eita quanta espera!
demoraram 6 meses pra postar uma carta no correio!
sim! ainda existem cartas nesse mundo!
a demora não foi coisa de nossa senhora de fátima,
não sei se dos carteiros,
mas foi no dia 13 de maio.
foi a flor de maio.
nesse mesmo dia do século retrasado,
dizem que a princesa isabel assinou a lei áurea
e pôs fim a escravidão no brasil.
obrigado princesa isabel!
de leis em leis,
assinaturas aqui e acolá,
cartas procrastinadas
e gavetas lotadas de papel,
de leve leve vejo o céu.
sim!
a terra é azul
e verde é a cor dos meus olhos agora!
viva o 13 de maio!!!

segunda-feira, 11 de maio de 2015

isso de que mulher acorda feia é mito.


caiu uma chuva torrencial sobre a cidade
e mesmo assim você estava linda!
nem o frio e a ventania tiraram a sua beleza.
fiquei deslumbrado com seu brilho,
os trovões soando monstruosamente nos céus
não me fizeram mudar de ideia.
sua beleza estava de inundar!
é assim sempre.
quando você acorda é assim também!
isso de que mulher acorda feia é mito.
de qualquer jeito sua belezura sempre vence.
tenho gratidão e até encaro tempestades,
nada me intimida quando o assunto é minha água!
nada me desvia do teu olhar, nada me enfraquece.
você traduz minha vida em seus passos de quem desfila,
me deixando inebriado com esse andar tão bonito.
água...água...água...
caia sobre mim com alarde
ou sem!
de manhãzinha ou de tarde!
com trovões
ou com a barulho de um véu de noiva,
simplesmente, seja minha água!

terça-feira, 5 de maio de 2015

as pisadas e mordidas não foram de amor.


que os animais de são maltratados e explorados pelos humanos já sabemos:
cavalos carroceiros, jegues montanhistas,
boi do carro de boi, égua do arado, camelos viajantes,
búfalos bil, zebras das fotos, leão de circo,
vaca de presépio, pôneis de charrete infantil, cães esquiadores,
macacos cientistas, baleias assassinas acrobatas, cobras hipnotizadas,
touros gladiadores, galos de briga, golfinhos loucos, etc.
também sabemos da fúria que alguns animais derramam sobre os homens
quando são estressados ao extremo.
quantos episódios de elefantes que pisoteiam pessoas na ásia já não vimos?
sempre!
e o leão que mastiga o domador?
ou o touro que fura o ânus do toureiro?
ou ainda a orca que afoga sua treinadora?
enfim, vários casos aparecem e os animais
são considerados maldosos,
brutos, sistemáticos e assassinos.
os homens são vítimas.
pobres vítimas.

uma notícia de jornal me chamou a atenção.
entenda o caso:

"Um homem morreu após ser atacado por um jumento, na cidade de Amargosa, na região Centro-Sul da Bahia. De acordo com a Polícia Civil, Alírio Juvêncio da Silva Filho, de 24 anos, foi encontrado morto em uma fazenda, na região rural conhecida como Água Sumida, a cerca de 10 Km do centro da cidade.
O caso, segundo a polícia, aconteceu na última sexta-feira. Alírio trabalhava em um descarregamento de carga de cacau e usava o jumento para fazer o transporte. O animal, por algum motivo, avançou contra ele e o feriu com mordidas na cabeça e no pescoço. O rapaz também foi pisoteado pelo animal e foi achado com marcas espalhadas pelo corpo. Moradores que encontraram o corpo de Alírio chamaram a polícia e, quando os agentes chegaram, o jumento ainda estava próximo ao local onde o corpo da vítima foi achado.
Uma ambulância do Samu chegou a ser chamada ao local, mas Alírio já estava morto. O corpo dele foi levado ao Instituto Médico Legal de Amargosa e sepultado, no sábado, no cemitério da cidade."


peraí?
é isso mesmo?
um jumento??
a fúria de um jumento?
não é possível!!
será um fake?
o jumento é sempre tão burro!
calmo e compassivo,
obedece cegamente
e, vez por outra, empaca.
não não não...
mas é fato verídico!
um jegue assassino!

não quero (e não posso!) julgar o jovem alírio.
o que aconteceu naquele dia, só os dois sabem!
Deus também sabe porque Deus tudo vê e tudo pode.
se o alírio era um cara legal e boa praça,
se ele estava bêbado ou abalado psicologicamente,
se ele bateu no jegue, se foi outra a causa da morte, enfim,
só as investigações da polícia poderão dizer,
mas isso posteriormente, no decorrer do inquérito.
por lá, por enquanto ninguém comenta o assunto sem graça,
também, ninguém viu, só os fardos gigantescos de cacau
e aquele céu azul todo.

as pisadas e mordidas não foram de amor.

o jegue, portador de uma frieza estranha,
não fugiu do flagrante.
a polícia chegou e lá estava ele,
ao lado do corpo mascando gramíneas.
o perito conseguiu detectar paz
nos olhos daquele bicho assassino.







segunda-feira, 4 de maio de 2015

é pau, é pedra.


é pau, é pedra.
é correria, é morte.
sofrimento na escala richter,
acima das montanhas,
abaixo delas,
é triste as
pedras que rolam
no nepal.
gente humilde
e de uma espiritualidade gigante.
gente humilde
esmagada pela avalanche,
templos centenários despencaram,
criancinhas sumiram,
__ajudem-nos!
um novo começo agora.

domingo, 3 de maio de 2015

vamos ler os manifestos sobre o amor


depois de cinco anos iniciamos na vida uma nova jornada.
é o primeiro mês de uma espera maravilhosa!
corações ansiosos, planos, sonhos...
nossa viagem parece longa
mas está apenas começando.
já pensou quanta coisa ainda temos para viver?
é tudo o que Deus quiser!
e Ele quer um montão de coisa da gente!
quer que a gente mude a cidade,
o triângulo mineiro,
as minas gerais toda!
o brasil, as américas,
o mundo!!!
vamos mudar o mundo com o nosso sim!
a esperança é que sejamos pessoas melhores a cada dia
e pessoas melhores melhoram tudo ao redor.
os filhos de pessoas melhores serão melhores ainda!
assim, nossa geração será contaminada de uma bondade sonhadora,
mas calçada nas pedras quentes, nos espinhos,
no gramado, na areia fina da praia.
nossa caminhada está apenas no início...
pedimos a Deus esta missão
e seguimos firmes no propósito de colonizar o mundo.

é.

precisamos colonizar estas terras...
seu jeitinho carinhoso, sua beleza, seu profissionalismo,
sua dedicação e criatividade...
tudo isso serão sementes férteis!
minha paciência, meu cabelo bagunçado, meu coração mole,
minhas notas escolares e musicais...
se misturarão a suas sementes férteis em terras férteis!
com tanta fertilidade,
a colonização é certeira!
temos uma chance de mudar esse mundo cruel!
trazendo um pouco de leite e mel,
lendo para as crianças mais que rapunzel.
vamos ler os manifestos sobre o amor,
sobre a fé, sobre a paz.
mas também sobre a guerra e nossas armas,
sobre o nosso exemplo,
sobre a nossa mão estendida
para quem está perdido na vida.

este mundo nos merece!

assim como merecemos o olhar calculista,
mas quente,
que vem do céu.
vem cortando nuvens,
superando estigmas e preconceitos,
vem cheio de amor no peito!
vamos fazer uma colônia de férias!
e nosso descanso será chamado de...
férias!

sexta-feira, 1 de maio de 2015

quando vi aquelas bombas explodindo no meio dos professores meu coração explodiu junto.


o direito está assegurado na constituição:
podemos nos manifestar contra o governo ou quem quer que seja.

os professores paranaenses representam os professores de todo país.
e, como todo professor, ama a profissão e se arrisca por ela.
é isso.
ser professor é um gesto de amor,
um gesto de coragem para enfrentar jornadas triplas,
acabar com a voz e com o dinheiro em transporte,
morar na escola e não ter onde dormir.
é...o dinheiro não dá...
ou alimenta os filhos e paga as contas
ou compra a casa.
casa?
quem sabe depois de longos anos de labuta.

o salário não compensa o esforço.

não há investimento público adequado na educação.
falta do lápis aos assentos,
falta tinta na impressora e mimeógrafos ainda fazem sucesso.
falta assistência médica decente,
falta alimentos, falta segurança,
falta tudo para o corpo (cansado) docente.
por tanto faltar,
até os alunos faltam.

o país se ogroniza.
somos todos bárbaros.
__somos todos macacos!
diria o neymar,
que driblou a pobreza
para ser rico.
o futebol é uma saída,
assim como o crime.
__foda meu, nunca tive escola perto de casa,
não tinha como estudá...foda-se os playboy e os comédia!
assim falou zaratustra, um jovem estigmatizado da periferia ao ser preso.
__ou! me explica esse negócio de jovem estigmatizado...?
__sim! preto, pobre e favelado = bandido!
__sem escola também né...sem escola fica difícil...a vida inteira fica assim...difícil.

os professores do paraná queriam apenas assegurar os poucos direitos que tem
e que o governo paranaense quer mudar, dá um choque de gestão
e economizar mais de 100 milhões.
__capricha beto!
__isso é richa com a classe?
__com todos os servidores públicos daquele estado.
__engraçado...o aécio fez a mesma coisa em minas...um choque de gestão...cê viu o que ele falou sobre
o confronto no paraná??
__não...!
__olha a notícia:

"O senador Aécio Neves (PSDB-MG), presidente nacional do PSDB, lamentou nesta sexta-feira (1º) o confronto entre policiais militares e professores ocorrido nesta semana no Paraná, estado governado por seu companheiro de partido, Beto Richa, e disse que o tema não deve ser alvo de "ironia" por parte de ninguém.
O ex-candidato à presidência pelo PSDB participou de evento promovido pela Força Sindical, em comemoração ao Dia do Trabalho, e falou brevemente sobre o assunto quando ia embora da Praça Campo de Bagatelle, na Zona Norte de São Paulo. "Lamento profundamente pelo que aconteceu (...) Nada que ocorreu deve ser objeto de ironia, de quem quer que seja", afirmou Aécio.


__que ironia...ele foi o governo que mais maltratou os professores mineiros! pergunta se algum professor votou nele? ninguém!
__é...

os professores que estavam reunidos pacificamente
queriam apenas participar de uma votação
que feria diretamente o futuro de toda classe.
foram impedidos e não arredaram pé.
a ordem de partir pra cima partiu de cima.
uma chuva de balas de borracha,
bombas de efeito moral,
spray de pimenta,
tropa de choque, jatos d´agua,
cacetadas, gravatas e rasteiras.

enquanto isso, numa sessão relâmpago os deputados estaduais aprovaram
o projeto do governo estadual de mudar a forma de custear a paraná previdência,
o regime próprio da previdência social dos servidores paranaenses.
os engravatados davam uma rasteira nos professores.
lá fora, sangue e as bombas que seriam usadas na copa (gol!),
lá dentro, indiferença.

vale a luta.
os professores são guerreiros corajosos!
são pessoas que sonham uma nação melhor,
que se esforçam pra isso,
que se submetem aos sacrifícios
porque ainda acreditam nisso!

eu me lembro de cada professor que tive na vida,
e nenhum deles precisou fazer propaganda
ou me pagar tijolos na obra,
precisaram, apenas, me ensinar,
difundir o conhecimento,
muitas vezes ter paciência.
ah...como me lembro da tia jaqueline...
me apaixonei de cara e foi a minha primeira namorada...
hahaha só ela não sabia de nada...
mas já tinha até planos para o nosso casamento:
eu e a tia jaqueline...linda!
e a tia mirma?
colocava um coraçãozinho no meu caderno
de qualquer jeito! às vezes escrevia "você é uma estrela".
e olha que eu era repetente!
ai meu pai... a tia maria helena...
um dia quase me arrancou a orelha!
e até hoje sou grato por aquele puxão de orelha...
sem contar o dia que me colocou atrás da porta de joelhos sobre alguns grãos de milho...
não guardo mágoas da senhora tia maria helena, aprendi a ser mais disciplinado.
tia zilma!!!
nossa...ela me deu uma mochila nova e cadernos.
percebia meu esforço e tirou do próprio bolso alguns mimos.
dona genesi soares de araújo!
ôooo tia genesi, todos os dias escrevia seu nome completo no quadro.
era um amor de pessoa e me incentivou a escrever.

depois, tive vários professores de uma vez só!
era a antiga quinta série! óooooo....!
foi surpreendente pra mim!
dona cicida! que doçura era (e é) a dona cicida!
fui na casa delas algumas vezes e ganhava presentes!
era presente na escola e na casa!
dona neide, com seu ar meio desligado,
me fez entender de cabo a rabo a geografia deste país.
dona rosa...vixi! dona rosa...com seu ar bravio e exigente,
nem sempre agradava a gente,
mas aprendi a ser crítico
e enxergar a história com outros olhos.
obrigado dona rosa!
rodrigo...o rodrigo era um moleque!
cara, até aprendi matemática com você!
hahaha! as aulas de educação física eram uma zoeira com o tio orlando!
aprendi a ter postura.
a margareth era uma loucura com gramática!
hoje sei como acentuar direitinho!
também, depois tive a valéria,
braaaaba! exigia da gente tanto que a gente aprendeu
até crase!
ai meu Deus a dona angelina...!
o verbo to be foi moleza pra mim!

cheguei na graduação e me deixava levar pela sabedoria dos mestres e doutores...
de cara, uma aula com o falecido professor luiz carlos
e fui entendendo que a gramática e a linguística se opunham,
mas que é tudo comunicação!
viajei nas aulas do aldo!
literatura é mais importante que remédio pra dor de cabeça!
e literatura latina então?
ah..dona maria ivonete...
se produzia feito realeza pra dar aulas pra gente
e passeava derramando tudo que sabia...
que gratidão!
o que dizer do bruno, do agameton,
do tolendal, da lázara?
quanta gente boa! quanto amor pela docência!

segui um pouco mais adiante e conheci mais gente boa!
pós-graduação!
geovana, que jeito gostoso de dar aulas!
saramago, que zueira! aprendi me divertindo pacas!
aproveitei cada fala!
sônia...matemática pra quem não quer...
o amor persiste até onde chegamos com os professores!

às vezes, vemos algum profissional
falando com desdém dos professores.
ironizam os ganhos, a jornada cansativa, a submissão ao estado...
engraçado...
ele só é o profissional que é porque teve professores para ensiná-lo.
a prepotência e arrogância, certamente, vem da família
e não da escola.

quando vi aquelas bombas explodindo no meio dos professores meu coração explodiu junto.
sei o que é ser professor,
sei desse sentimento que só quem já teve a responsabilidade
de vários olhinhos sedentos pôde sentir.
conforme o slogan do governo federal,
"brasil, pátria educadora",
precisamos dar sentido nisso.

onde está o dinheiro do pré-sal?
a educação precisa de investimentos,
precisa de salários justos para os nossos professores!
agir com a razão, muitas vezes,
é abandonar as salas de aula
e ir para o mercado informal
ou fazer uma opção diferente.
aliás, foi o meu caso...
parei de dar aulas para dar multas, tocar sax
e dançar, além de fazer um montão de outras coisas
que aprendi com meus professores.

alguns policiais se recusaram a avançar contra os professores:
__como assim? atacar os professores? não senhor...eu não posso...
__agora! isso é uma ordem do governador!!!
__não senhor...não dá...são professores senhor...
__o senhor será punido!!!! O SENHOR SERÁ PUNIDO!!!! INSUBORDINAÇÃO!!
estes policiais foram tão corajosos quanto os professores.
isso não foi insubordinação, foi respeito.
mas... pagarão por isso.

beto richa...
foi feio o que o excelentíssimo senhor mandou fazer...
excelência maior são os professores...
suportaram duas horas de guerra por amor.
sangraram na cara, nos braços,
nas pernas...
a mesma cara à tapa,
os mesmos braços estendidos na lousa,
as mesmas pernas cansadas de horas a fio em pé.
__viva a educação brasileira!!
__não!! viva os educadores brasileiros!!
estes sim merecem nossa admiração e gratidão!
estes sim, merecem salários melhores que os dos políticos deste país!
estes merecem nosso apoio, nossa alegria e nossas lágrimas!
lembre-se: eles também nos ensinam a votar!
será que faltamos nessa aula?
__ôooo tia! põe presente pra mim!