domingo, 31 de janeiro de 2010

em casa de sapateiro


em casa de sapateiro tem cola
e couro para pequenos reparos.

quem não cola,
não sai da escola!
já dizia minha tia
em tempos de outros dias.

sapato que se arrasta pelos pés,
que se esfregam no chão,
que vem, que vão,
que passam de raspão
pelas mãos dos altruístas,
que,
muitas vezes,
deixam pistas
ou trazem coisas

indesejadas

das ruas
por onde passam.

em casa de sapateiro
tem sandálias de dedo,
em alto relevo,
que é pra descansar
e massagear,
que é pra ouvir falar
de outros assuntos
se não
o odor
dentre os dedos
amassados.

acesso restrito

aqui só entra quem tem
um conhecido,
uma peixada,
um conchavo,
uma conta cheia
de dinheiro
e influências.

acesso restrito à
quem pensa que tem,
que pode,
que deve,
que é.

entre pela porta dos fundos
e verás, então, que o fundo
é sujo, que é, de fato,
o fim do mundo.
ali estão as armadilhas do oceano:
o grande abismo e os monstros
assustadores,
cada qual, com sete cabeças ou mais.

encare de frente,
ou vá pelos fundos:
imundos.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

era uma voz

primeiro
era uma voz,
depois um sussurro,
por fim,
um gemido assustador.

agora,
era uma vez...

sssssssssilêncio.

domingo, 24 de janeiro de 2010

seremos um

olhei nos olhos d´Ele e disse:
___ Eu te amo!
e os olhos d´Ele se abriram serenos.
___Seremos um para sempre!
___Seremos um!
E de suas preciosas chagas saíram
perfumes inebriantes que
atravessaram minha alma.

___Sonho contigo há anos! E é muito
mais que imaginava a minha
vã filosofia!

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

sim, é isso que vês!

sou assim mesmo
sim, é isso que vês!

isso e nada mais!
não preciso ser mais que já sou!

é isso que vês!
de vês em quando...
revez?

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

oportunidade de ouro no país mais pobre do ocidente

"É uma oportunidade de ouro para o Brasil, para que assuma a liderança nos esforços de reconstrução. O Brasil está no Haiti há anos, diferentemente da maioria dos países. É o Brasil que pode liderar a reconstrução. Os Estados Unidos não poderiam, tanto por sua história em relação ao Haiti quanto pelo sentimento antiamericano."

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva já disse que o Brasil quer ter um papel importante no processo de reconstrução do país caribenho.Segundo Roett, apesar do interesse limitado dos Estados Unidos na região, o governo Obama reconhece a crescente importância do Brasil no cenário mundial.

"O Brasil está emergindo como uma grande potência, já é um gigante em alimentos, será em breve um gigante em energia", afirma. "Mas a América Latina nunca vai ser prioridade na política externa americana."

Para o diretor do instituto progressista Council on Hemispheric Affairs, Larry Birns, as descobertas de petróleo e a soja devem confirmar o papel do Brasil como potência regional.

"Cada vez mais as ações dos Estados Unidos na América Latina vão requerer uma consulta com o Brasil", diz Birns.

No entanto, o analista também afirma não esperar grandes mudanças na política americana para a América Latina.

O editor da revista americana Foreign Policy, Moisés Naím, diz que o Brasil é visto pelos Estados Unidos como um líder e como um país que pode contribuir para a estabilidade regional e internacional.

O analista afirma, porém, que a política externa brasileira deve estar preparada para assumir esse papel de liderança.

"Obama queria que o Brasil assumisse posição de liderança na América Latina, queria poder seguir a liderança do Brasil. Infelizmente, a política externa do Brasil não está pronta para colaborar com Obama", disse Naím à BBC Brasil.

"Um exemplo é Honduras (crise no qual Estados Unidos e Brasil adotaram posturas divergentes). Outro foi a visita de Mahmoud Ahmadinejad (presidente do Irã) ao Brasil."

Segundo Naím, as relações entre Estados Unidos e Brasil estão melhores do que eram no governo de George W. Bush. "Mas ainda são piores do que se esperava." O Brasil é um caso à parte...

a questão dos universais


acho que
a cada dia
estou me desiludindo
com as verdades universais
e me apegando às regionais.

é que as regionais
eu conheço melhor.

nada mais justo
que o nacionalismo,
o regionalismo,
o triangulismo,
a estradinha de terra que me conduz.

(e os carrapichos que vão se apegando às barras de minha calça jeans surrada)

espírito de porco

quando se tem diante de si
situações x
que te exigem mais do que você sempre quis
bate-lhe então
uma ou outra opção:
agir com o Espírito Santo
ou com espírito de porco?

muitos porcos já morreram assim
sem saber que caminho melhor seguir
fazendo das tripas, coração,
ou, por conformismo, preguiça,

linguiça!

de terceira!

agir sobre o Espírito Santo
é melhor!
ao menos assim
sabes que Santo é
os ares que te levam.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

não assisto mais a lagoa azul


não assisto mais a lagoa azul,
e nem ando curtindo cinderela,
a bela e a fera, e outras quirelas.

voltei a ver trash.

por motivos fúteis,
mas úteis:
os do coração.

mergulho!!!!!!

splashhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!!!!!!!!!!!

é só sim ou não!

se?

garotos: pertos de uma mulher só são.

domingo, 17 de janeiro de 2010

16 de janeiro

16 de janeiro diz muito pra mim
dia que chegou-me o fim de algo,
dia que lembrei de algo do passado,
dia que aniversariei sem saber o que comemorar,
sem saber, ao certo, o que comer.

mas é um dia, apenas.
virão outros e eu sei,
com eles, novas datas,
novas caras,
novos...é...
pensamentos,
novas ações.

nada melhor que esperar cantando.
é, cantar.
vou cantar.

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

marcado nas curvas de um rio


retratos
feitos às pressas,
fotos tiradas das paredes.

imagens desconhecidas,
coisas estranhas,
molduras tortas,
de baixo, redes.

partes de um passado
que ficou congelado
que se difere dos espelhos
de nossos dias:
cada dia uma nova (nova?) imagem,
e, da janela, correndo, vejo coelhos,
trespassados com seus olhos azuis e vermelhos.

as cores desbotam lentamente
revelando os segredos das pessoas,
descolorindo o sorriso amarelo
da Monalisa.

paredes,
retratos,
redes,
fatos.

todo passado registrado
marcado nas curvas de um rio.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

pensem no Haiti, rezem pelo Haiti


pensem no Haiti
rezem pelo Haiti

pedaço sofrido das américas
o mais paupérrimo pedaço
perto das ilhas caribenhas,
perto de tantas riquezas.
sobre a fronteiras
de placas tectônicas,
pedras de aço.

a cor púrpura sofre em francês
os brasileiros tentam fazer alguma coisa,
no último dia de trabalho.

gente soterrada, gente esmagada,
gente, já tão sofrida...
guerrilhas, corrupção, fome, gentes boas, gentes más...
tudo junto em meio aos escombros.

Dona Zilda Arns estava lá,
ajudando como podia, sorria...

pensem no Haiti
rezem pelo Haiti

agora, mais que nunca,
essa canção
deve ser cantada,
deve ser rezada.

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

ficar sem defesa

quero ficar sem defesa
pra esse amor louco,
onde tudo inda é pouco,
onde a força é a mansidão.

quero deixar-te acesa!
quero! quero sim!

queeeeeeeeeeroooooooooooooooo!

o brilho próprio então se misturará
com, sei lá, os feixes que posso dar-te (?).

domingo, 10 de janeiro de 2010

medo

medo.
arte de temer.
de tremer de
medo de água: de chuva, de esgoto, de beber, da privada, da mal lavada.

alma lavada,
alma levada
pelo medo: de amar, de sorrir, de cantar uma canção mesmo que desafinado,
de dançar, mesmo que descompassado,
de voar, mesmo que sem asas.

medo que nos afasta, que nos torna frios,
que endurece nossos corações,
que entorpece nossa consciência.

medo pra quê?
medo sei a hora de ter.
medo toda hora
inda tem quem ignora?

ahhhhh......

não preciso mais temer!

wait a minute

enquanto espero, ouço jazz
pelo retrovisor vejo carros passarem.
pessoas vão e veem como todo dia.
em cada espaço do mundo, uma

realidade,
sã, doentia.

enquanto espero, o mundo roda,
numa mecânica inebriante!
rotação, translação...
nem sei se estou de cabeça pra baixo!
e o jazz? continua insinuante...

as horas se vão feito loucas!
juntan-se a elas fome, sede, impaciência, letras.
e nada fica vazio, tudo se articula
numa sequencia frenética de ganhar
o tempo.

wait a minute.

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

desejo-te sol


desejo-te sol
desejo-te luz
desejo-te vida
desejo que vivas,
que se transforme
em coisas
cada vez
melhores.

desejar-te-ía milhares
de outras árvores,
mas desejo-te, apenas
que se mude em sol,
que gire, gire, gire,
que seja meu girassol,
que mostre-me sol.

sábado, 2 de janeiro de 2010

mundo cão

latem muito os bichos ferozes
latem mas muitos não mordem,
são ferozes mas não bata o pé!
corram dos bichos ferozes!
corram dos mal amados!

carrancas pela manhã,
cinismo, prepotência, arrogância,
mau humor.
falta de amor,
mal amados.

quem muda são as coisas em volta,
as pessoas em volta,
a vida que gira em voltas.
volte a sorrir.