domingo, 25 de setembro de 2016

__calma! você vai ficar bem sua linda!


quem nunca se preocupou com uma diarreia?
desidrata, desespera, constrange.
quando a mulher surge com um ciclo de diarreias
aí é para se preocupar mais ainda.
__calma! você vai ficar bem sua linda!

teve alguma lei relevante aprovada?


você pode parar e pensar um pouco antes de votar.
mas só se você quiser.
é fato que muitos eleitores votam simplesmente
porque tem amizade com o candidato,
ou porque é conhecido,
ou porque ganhou 50 reais,
ou por causa de uma promessa de emprego,
de alguns tijolos,
daquela dentadura,
ou porque achou bonitinho,
ou mesmo porque acha ridículo,
quem sabe porque foi com a cara,
ou acha simpático,
ou teve pena,
ou porque fala bonito,
ou por protesto.

o fato é que precisamos parar e pensar antes de dar o nosso obrigatório voto.

analise seu candidato a prefeito,
conheça a história,
cheque a ficha completa.
qual o grau de comprometimento com a cidade?
tem um bom plano de governo ou só fala?
faz promessas mirabolantes?
costuma cumprir o que promete?
tem vínculo com algum grupo específico?
o candidato é apenas para cumprir tabela?
é carta fora do baralho ou chegou pra valer?
quem apoia?
quem tá junto?
às vezes, quem tá junto é que vai mandar...
quem tá junto tem ficha limpa?
quem tá junto é conhecido por defender uma empresa ou o povo?
não desperdice seu voto.

dos candidatos a vereador que querem reeleição basta uma simples pesquisa
para saber se conseguiram algum benefício para o povo
ou só para eles mesmos:
teve alguma lei relevante aprovada?
teve alguma boa sacada?
votaram contra algo benéfico para o povo apenas por serem oposição?
fiscalizaram como deveria os atos do executivo?
foram presentes nas sessões?
ou nem para esquentar o banco na assembleia legislativa serviram?
são políticos profissionais ou profissionais políticos?
utilizaram toda verba destinada para telefone e gasolina?
pagavam corretamente seus assessores?
pularam de partido em partido de maneira justificável?
se portaram publicamente com respeito?
respeitaram os cidadãos?
deram carteiradas?
fizeram nítida distinção entre pobres e ricos?
cumpriram suas promessas?
viraram as costas para seus eleitores?
legislaram em favor próprio?
triplicaram o patrimônio?
esbanjaram?
ostentaram?
fizeram campanhas limpas?
respeitaram o meio ambiente e seus ouvidos?
respeitaram a sua caixa do correio?
o que fizeram?

dos candidatos que tentam uma cadeira pública pela primeira vez
vale conhecer um pouco sobre eles antes de ir apertando as teclas:
são pessoas idôneas?
o que defendem?
tem o mínimo de conhecimento para a função?
quem os acompanham?
tem ficha limpa?
são marionetes nas mãos de políticos velhos de guerra?
fazem promessas mirabolantes?
tentam comprar o seu voto?
fazem filantropia oportunista e eleitoreira?
são caridosos para aparecer?
sempre te viram no bairro mas só agora te desejam bom dia?
te dão tapinhas nas costas?
te marcam diariamente no facebook?
fazem campanhas limpas?
respeitam o meio ambiente e seus ouvidos?
respeitam a sua caixa do correio?
o que fazem?

se votarmos com a melhor intenção possível
poderemos reverter o caótico quadro político atual.
nossa arma é democrática, mesmo que seja obrigatória.
a gente põe quem a gente quiser para nos representar.
pare e pense bem,
mas bem antes de ficar frente a frente com a cabine eleitoral.

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

hemorroidas... quanta beleza escondes?


hemorroidas... quanta beleza escondes?
tão bem escondida que ninguém assume que tem.
dizem que é igual a ter dinheiro guardado:
segredo até para família.
as hemorroidas são sinais de vida,
de esperança e, algumas vezes, de medo.
em consulta básica ao doutor google,
a definição mais fácil foi essa:

"Hemorroidas são veias inchadas, inflamadas e doloridas
localizadas na parte inferior do reto ou do ânus.
Elas podem ser tanto internas, quando ocorrem apenas dentro do ânus
ou na parte inicial do reto, quanto externas, quando ocorrem na abertura anal,
projetando-se para fora do ânus."
(dr. google, qualquer site, qualquer hora, qualquer dia)

consultar com especialista causa constrangimento e
o remédio na farmácia sempre será para terceiros,
um parente, um amigo...quem sabe o chefe?

cada pessoa se vira como pode!
não é nada fácil conviver com
prurido anal,
dor, principalmente enquanto se está sentado,
sangue vermelho vivo no papel higiênico,
nas fezes ou no vaso sanitário,
muita dor ao evacuar,
um ou mais nódulos endurecidos sensíveis próximos ao ânus e
aquele inchaço ao redor do fiofó.
nada de pimenta, café, cachaça, refrigerantes e muito menos laxantes!

__ó meu Senhor, tenha dó!!

as receitas mais populares
envolvem ervas medicinais
e muitas doses de banhos de assentos,
quando se emerge as hemorroidas numa água morna
cheia de folhas e raízes.
o bom mesmo é comer mais fibras!
inclua mais frutas e vegetais
e pratique exercícios físicos.

não quero exaltar as hemorroidas,
mas devo dizer que sou feliz!
quanta emoção!
quanta paz no coração!
hemorroidas... quanta beleza escondes?
estraçalha com o nosso medo
e nos põe no caminho da tranquilidade,
da paz de uma vida!

as hemorroidas passam!
dentro em breve tudo volta ao normal
e o sorriso voltará mais espontâneo.
anota aí!
essa história vai entrar para os anais da esperança:
o dia em que as hemorroidas foram as coisas mais linda dos anos!




segunda-feira, 19 de setembro de 2016

a primeira vez que eu quase morri afogado foi no começo dos anos 80.


experiências ruins com a água.
a primeira vez que eu quase morri afogado foi no começo dos anos 80.
meu irmão mais velho deu na telha de construir uma canoa
com bambus e me embarcou nessa.
fomos para um lago daqueles bem amarronzados,
mas era fundo.
depois de amarrar bambu com bambu,
subimos na engenhoca:
eu, meu irmão mais velho,
mais dois irmãos e um amigo louco.
é, louco de andar com a gente!
era o muleque mais estudado entre nós
e se arriscou junto.
se afogássemos seriam, no mínimo,
quatro irmãos mortos de uma veizada só!
o mais estudado sabia nadar porque praticava natação.
bom, mal deixamos a margem e a canoa já demonstrava falta de estabilidade,
mesmo assim, seguimos remando com pedaços de bambus.
gente...olha o risco que corremos...
quando os remos não alcançavam mais o fundo
nosso barquinho começou a desgringolar.
___volta volta volta!!
numa manobra alá robert scheidt,
retornamos em segurança para a margem.
essa foi a primeira sensação de impotência diante das águas.

no final dos anos 90 fui para salvador
tocar com uma banda de axé music mineira
na terra do axé.
quando já havíamos nos instalado numa casa
na praia do flamengo,
além de ensaiar para as apresentações
a gente queria era curtir o mar.
aôooo marzão!!
entramos nele como se fossemos velhos conhecidos.
tomamos caldo na beira da praia,
por isso decidimos avançar mais para evitar essas ondas nervosas.
tínhamos pé e fomos indo,
mas...de repente nossos pés sumiram e foi uma gritaria!
___nada!!!
nadar? eu não sei nadar...(resposta pensada).
eu e mais uns dois ficamos a Deus dará.
a força das ondas nos levava embora.
mas...como estávamos na bahia de todos os santos,
uma onda amiga nos arrastou de volta até a parte mais rasa
e dali saímos à pique.
que terror!
decidimos não sair da beiradinha,
afinal, a minerada não tava sabendo de nada!
essa foi a segunda experiência com risco iminente de afogamento.

em 2015 me casei com a minha água
(pois é...amo tanto a água que é assim que chamo minha esposa...)
e fomos passar a lua de mel na praia,
novamente, o nordeste, a bahia, terra da minha mãe.
chegamos à praia de imbassaí,
num resort all inclusive que vou te falar viu...
bão dimaissss!!
no primeiro dia ficamos apenas nas piscinas,
mas no segundo seguimos para praia.
era umas 16h00 quando decidimos curtir a água salgada.
uma bandeira vermelha indicava o risco para os banhistas,
de qualquer modo, dois salva-vidas estavam ali, sempre atentos.
o mar meio de ressaca fazia a alegria dos surfistas.
estava tendo aula de surf e, vez por outra,
um surfista passava muito perto de onde estávamos.
poxa, estávamos com água nas canelas!
minha experiência com mar não me deixava seguir pra frente,
mas decidimos seguir para o lado.
andamos uns 15 metros e nos sentimos mais seguros.
eis que...de repente!!:
cadê o chão?
a onda levou!
minha esposa me olhava assustada porém estava conseguindo boiar:
__amor...boia!!
__não sei....pede socorro...! (já submergindo)
ela seguiu para pedir ajuda enquanto eu dava os meus pulos para não me afogar.
nessas horas de tensão, onde a vida está por um fio,
a única coisa que a gente pensa é em viver, não dá tempo de passar filme não!
mesmo no desespero, me lembrei que no mergulho sou até mais ou menos,
não sei é nadar.
comecei a mergulhar e subir para respirar,
e repetia a manobra, colocava o braço para cima,
noutra subida dei um grito,
acho que o mais alto que já ouvi.
e fiquei nessa onda até o resgate chegar.
__acalma acalma!!!
__sobe na prancha! barriga pra cima! acalma!!!
e os salva-vidas me levaram até a areia.
__engoliu água??
__só um pouco...não precisa de boca à boca não...obrigado pelo salvamento...
__agradeça a sua esposa...e cuidado! aí tem um poção!
__poxa...deu pra ver...ainda bem que vocês estavam aqui...muito obrigado mesmo...
a praia toda tava me olhando,
fui andando e minha sunga pesava... me caguei?
nada! era areia! muita areia!
olhei para os outros banhistas e disse tirando os montes de areia da sunga:
__me caguei todo mas tô bem!!
o pessoal começou a rir e voltaram para suas atividades normais.
__amora, quase você ficou viúva hem?
__Deus me livre! você tá bem??
__numa escala de 1 à 10 de bondade que nota você me dá?
__3...
__nada! tô ótimo! nota 9!
realmente estava me sentindo bem, afinal, acabei de me livrar de um afogamento!
tomei um banho demorado na ducha externa e fez fila.
__calma gente, tomei um caldo forte ali e tô cheio de areia! mais um minuto!
depois desse momento traumático, fomos para as piscinas.
cuspi um pouco de areia e um restinho de água salgada saiu pelo meu nariz.
nossa...e isso me deixou tão feliz!
a felicidade está nas pequenas coisas não é?
quando retornamos para o quarto,
uma garrafa de espumante geladinha estava lá, de presente aos nubentes!
brindamos a vida! na janta pedi tudo sem sal.

o tema afogamento me voltou à mente
por causa da morte do ator domingos montagner.
que história surpreendente...
a ficção que visita a realidade de uma maneira tão assustadora.
o afogamento é uma entrega.
chega um ponto onde deixamos a água tomar conta do nosso corpo.
certamente, esse tipo de reação não se aplica em caso de fogo.
corremos o máximo que podemos do fogo,
até preferimos pular do prédio em chamas a
esperar as labaredas nos consumirem.
a água não dá essa alternativa,
ela nos envolve por completo já de cara.
que a família do montagner supere a dor da perda
e encontre forças nas alegrias do circo e
no colo de Deus, criador dos quatro elementos.
uma coisa é certa:
não se aventure sem saber o grau de periculosidade
de um rio, de uma praia ou mesmo de uma piscina.
se não souber nadar, fica a dica:
em caso de emergência, mergulhe!
mas volte para respirar!




a primeira intenção é caçar o colostro retumbante!


os pés futricam o ventre todo,
as mãozinhas se ajustam à bolsa
enquanto a cabecinha parece querer ver o mundo.

ouvidos já atentos, olhos esbugalhados,
movimentos de quem sabe o que quer:
nascer.

a primeira intenção é caçar o colostro retumbante!
ah! mas antes precisa chorar.
será um choro de felicidade!
o ar encherá os pulmõezinhos verdes
e os fará querer mais e mais.

lorenzo, menino amado!
hoje ajeitei um lustre novo no seu quarto!
e coloquei um monte de carrinhos na estante!
você vai adorar!
mamãe água diz que você está curtindo o ofurô,
natural, pessoal e intransferível.
tá na hora de você ouvir boa música
e trocar boas ideias com a gente!
e não para de chegar fraldas!
podemos trocar as fraldas por panos?
se você disser que sim a mamãe faz questão de lavar!
eu passo!

terça-feira, 13 de setembro de 2016

o livro do eduardo cunha


o livro do eduardo cunha.
o livro começa assim:
comecei cedo na política,
a tarde já estava roubando.
tenho boa lábia e sou articulado,
fui pastor e ainda hoje sou conhecido como evangelista.
tive um belo programa de rádio,
fui famoso radialista.
de cargo em cargo fui galgando espaços maiores.
consegui muitos amigos em troca de favores.
casei-me com uma jornalista que se apaixonou,
sobretudo, pela minha inteligência.
dei a ela carros, bolsas de marca e viagens.
dei tudo isso para minha prole também.
dei empresas pra todos de casa.
cheguei longe!
mais que dubai,
assumi a cadeira da presidência da câmara dos deputados!
nunca tive tantas pessoas influentes na minha mão!
comeram na minha mão!
fui citado diversas vezes na lava jato.
bobeira...!
estou limpo e minha ficha na suíça só passa pelos alpes.
foi falta de decoro?
nem coro!
aceitei o pedido de impeachment contra a presidente dilma
porque o brasil precisava ser passado a limpo!
fui elogiado e fui ofendido.
enrolei o máximo que pude!
e a comissão demorou a me comer.
o supremo me ferrou me afastando do cargo.
pronto!
chorei publicamente!
perdi forças.
votaram pesado contra mim e fui caçado.
tenho 10 amigos fieis,
9 mais ou menos e 42 dedicados a outras causas.
hoje sou eu, amanhã serão vocês!
esta é a minha frase de efeito.
fiquei inelegível por 8 anos
mas...de boa!
volto com certeza aos 67!
até o collor voltou!
por que não eu?
meu livro é lindo! compre e me ajude a mudar o que te escreveram sobre mim!
é tudo mentira!
fim.

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

terra, poeira, vento e sol poente!


as fotos ficaram lindas!
cada curva, cada jogada de cabelo,
cada passo floresta adentro,
cada pisada em terra fofa,
terra, poeira, vento e sol poente!
todas as aventuras do lorenzo
registradas em seu ofurô natural e belo.
nosso amor ficou perdido em meio às árvores,
mas o amor é um ninho!
fui procurá-lo mesmo sabendo já tê-lo encontrado.
o amor voltou!
e em outubro...
a grande magia, o grande milagre, a grande beleza!
a natureza traz ao mundo sua mais bela criação,
feita em forma perfeita e linda!
o céu desperta!
os olhos lacrimejam
e depois escancaram lágrimas!
a vida é o amor gente que nasce!
é a criança que se divertia no ventre materno
e agora no colo paterno!
também!!
lolô chega em outubro emplacando sucessos!
fotos lindas muleque!!

terça-feira, 6 de setembro de 2016

descobriram o brasil!!!


descobriram o brasil!!!
e toda sua madeira foi levada.
cobriram os índios com suas vergonhas,
e a vergonha da humanidade se escancarou.
a colônia precisava de novos rumos
e dom pedro I deu o grito da independência:
__independência ou morte!!
ou sorte???
ouviram do ipiranga às margens plácidas!
e o país seguiu sendo uma colônia livre!
de colônia passamos bem,
da monarquia também,
agora somos república.
a república das bananas,
do café, do ouro, do samba e do futebol.
a república que, na luta, se transforma.
um povo heroico que se desdobra para vida
e pede novos dias.
vivemos um sete de setembro confuso,
mas...amanhã vai ser outro dia.
amanhã teremos sol e mais chuva,
teremos beijos de amores
e no céu novas cores
se mesclarão ao nosso azul.
o verde esperança não amarela nossas forças,
e nem nos faz menos ricos.
amanhã será um dia branco
e a bandeirinha da paz tribulará
sem pudor nos horizontes.
__independência ou vida!!
os dois!



quinta-feira, 1 de setembro de 2016

democracia 31 do 8 de 2016:


democracia 31 do 8 de 2016:
poderia ser a dilma,
poderia ser o aécio.
poderia ser qualquer político.

poderia ser o pt ou o psdb,
poderia ser qualquer partido,
sou eu, é você.
somos nós, povo brasileiro!
conseguimos quebrar a ditadura,
com toda a sua dureza,
mas não conseguimos quebrar os coronéis.

a democracia está moribunda nesse país.
beijo na moribunda e até segunda.