quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

de fome morrem criancinhas africanas


meu coração ronca
de fome morrem criancinhas africanas
americanas asiáticas...

rasga-lhe um pedacinho de pão!
encha-lhes um pouco a cara magra!

muitos corações estão vazios,
e não há n a d a
neste mundo que os possa encher,
pois, o que os enche, não se pode ver.

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

até que alguém se canse


com jeito estranho de olhar a vida
passando por sob o viaduto
dia a dia neste roteiro comum
rejeito de uma sociedade
sujeito de uma cidade.

feito animal passam-se então,
as horas, os dias, meses...
e o olhar continua o mesmo,
como que se pedisse-nos algo,
como se fóssemos melhores em algo,
como se pudéssemos ajudar.

indiferentes passam as gentes.

retos ou cortando volta,
o homem tem medo de si mesmo,

um medo de se comprometer,
de fazer parte deste outro lado do concreto.

direto e reto!

vai mais um olhar perdido,
mais um rejeito,
mais um que não acha jeito.
lagrimazinha seca desce junto com a garganta imberbe
em cachaça ( que parece a única graça)

e um tiau distante tece um primeiro laço de esperança.
até que alguém se canse.

terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Mahmoud Ahmadinejad


eles querem liberdade,
querem cantá-la sem serem incomodados.

sonham com o fim das tiranias
com, quem sabe? novos dias.

proibido
proibido
proibido

as eleições fraudadas
as cartas marcadas
as bombas nucleares
capaz de mandar

sei lá quem

pros ares!

Mahmoud Ahmadinejad
fora, já!
a ira que causa ao Irã
já é suficiente pra ver que,
esse povo quer ser liberto
dos entraves ideológicos.

domingo, 27 de dezembro de 2009

gari


pés descalços pisam o chão
sobre folhas secas, ressoam barulhos.
o craft craft gostoso de algo frágil
se quebrando aos toques.

os galhos depenados fazem sombria a paisagem
antes, porém, sombra é que faziam.

craft, craft...

massageiam os pés exaustos.
pela força do hábito sempre fechados,
agora desprendidos dos tecidos
acrílicos ou sintéticos,
couro natural ou
couro feito ao fogo.

seguem os crafts crafts até que venha dali,
o próximo

gari.

TROVÃOOOOOOO!!!

arco íris corta o céu de leste a oeste
após brandas águas caídas
que permearam as frestas de meu teto
e deram vida de novo às arvorezinhas que cultivo.

arco e flecha do céu
fecha um espaço bem grandão
fazendo pensar nos baldes de ouro
escondidos ao fim das cores.

por estas cores vivo
de matrizes e secundárias cores vivas
de repente,

TROVÃOOOOOOO!!!

e todas as cores se vão.

sábado, 26 de dezembro de 2009

Uma louca pelo Papa


uma louca atacou o Santo Papa no dia do Natal.
demonstração de carinho?
fanatismo?
loucura apenas?
espaço no face book?

a louca pelo Papa quis agarrá-lo a qualquer custo!
driblou os seguranças e derrubou um cardeal.
tudo mal.
em plena noite de Natal.

a carinha dela não diz que é esquizofrênica,
mas precisa sê-lo?
Pai, perdoa! ela não sabia o que queria fazer!
e segue normalmente a Missa do Galo, agora,
sem a louca e o cardeal francês.

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Descubra a poesia nesta notícia sobre o Sr. Roger Abdelmassih, mais uma vez.


O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, determinou esta noite a libertação do médico Roger Abdelmassih. Um dos principais especialistas em reprodução assistida do país, Abdelmassih está preso, desde agosto, sob acusação de envolvimento em crimes sexuais.

Mendes concluiu que não havia mais motivos para manter o médico preso porque o pedido de prisão foi feito da seguinte forma: ou prendê-lo ou proibi-lo de exercer a medicina. Como o registro dele no Conselho Regional de Medicina foi suspenso, não há motivos, segundo presidente do STF, para mantê-lo preso porque ele não tem mais como exercer a medicina.

O advogado do médico, o ex-ministro da Justiça Márcio Thomaz Bastos, sustentou exatamente isso. Disse que o argumento para a decretação da prisão de Abdelmassih não existe mais. Ele também alegou que o médico é primário, tem bons antecedentes, residência fixa e é um profissional renomado e de reputação ilibada. E, apesar de ser um estuprador, tem muita grana. Ah! Um juiz não é tão caro assim!

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Pelas ondas de Salvador

ondas batem em meu rosto
ondas de ventos quentes
do cerradão do
triângulo das bermudas.

ondas quentes de ar e espera,
de cheiro de chuva que molhou
as hortaliças no quintal do vizinho
e que lavou as cacas dos cães.

vem ventania que corta os troncos retorcidos,
as esculturas naturais - e vivas!
mesmo que a ave pau pareça o cume das galhas,
mesmo que as araras gargalhem,
mesmo que faça frio de madrugada e
arrebentem mamonas mais tarde,
às 16h00.

mesmo que eu seja louco
pelas ondas de Salvador.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

bão pru bosta


perfeito!
excelente!
extraordinário!
magnífico!
explêndido!
fantástico!
supimpa!
bão pru bosta!

"BÃO PRU BOSTA": EXPRESSÃO DE ORIGEM GOIANA PARA ESPECIFICAR TUDO AQUILO QUE FOI DITO ANTES.

não vou à feira


feira passa fechando tudo,
gritaria e bananas,
verdes e amarelas,
suco de melancia com pastel.

a feira fecha as entradas e saídas
mas a feira é boa,
é humanizar-se,
é deixar as telas.

muitos mambembes feirantes
fedem cebola e cheiram maçãs,
e assim passam os anos da vida.

passei, por engano, na feira da mato-grosso:
grandes bancas, pencas deliciosas,
bugingangas fazem crianças espernearem!
tomates podres e laranjas também,
abandonadas à sorte que não tiveram.
gentes sujas e maltrapilhas fazem da podridão
banquetes!

o banheiro químico é muito solicitado,
não há mais água, infelizmente.
postes e potes servem bem.
pardais, como são arredios!
mas bicam papaia com a boca mais gostosa do mundo,
sempre dando aquela olhadinha em volta.
pombas: não tão nem aí!
e, vira e meche, alguém cai nas garras dos
chamados gatos de rua, habitantes dos becos e telhados.

vida intensa no meiozinho da semana!
comércio, dinheiro, cocada...
tudo vai ser nada.
pessimista?
não vou à feira de sexta-feira.

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Cop15

arcordos bilaterais e univiscerais
cop15:
me lembra a rodada de Doha,
que, como bem me lembro,
não chegou em Doha ninhuma.

cop15:
quinze anos é data para debutar e desabrochar a menina mulher escondida em todos nós,
quinze anos é muito para nosso planeta água
muito para as pequenas ilhas do Pacífico.

com tanta fumaça tocando o progresso nosso
é difícil tentar esquecê-la,
quem pode fazer alguma coisa?? eu posso!

_ grita o beija-flor, gentil e corajoso enquanto deixa cair a gota de orvalho que trazia em seu biquinho. Que orgulho!

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

influências domésticas


mundo mundo vasto mundo ahhh se eu me chamase clarimundo!!

em minha cidade tem uma praça que se chama clarimundo,

clarimundo foi um cara importante, muito importante.


mundo mundo vasto mundo ahh se eu me chamasse segismundo!!

em minha cidade tem um bairro que se chama segismundo,

e tem uma avenida também, bem esburacada.


mundo mundo vasto mundo ahh se eu me chamasse raimundo!!

em minha cidade tem um vendedor de picolés que se chama raimundo,

e na poesia do drummond também.


isso é o que chamamos de "influências domésticas".

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

aqui também se recorda

aqui também se recorda,
mas quero mesmo é esquecer:

09
12
06.

um dia que, um dia,
foi de festejos e sorrisos,
sins e juras,
ritos e
...


esqueço.

mereço.

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

na linha da vida

na linha da vida,

parei.

para os lados,

olhei.

pensei bem pois sei,
que mais abaixo vem,
como bala enfumaçada,
um trem.

nas linhas de minha mão
passaram trens de
destinos
diversos.

divertido!

bem que eu poderia ter ido!

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

arruda pra dar sorte


arruda pra dar sorte
se põe no pé da orelha
como já dizia minha velha vó

arruda, famoso pelas suas peripécias
de muitos anos de vida pública
vira ator principal de um esquema escalobroso
após milhares de falácias
provar que a imagem é fantasma,
provar que é um filminho institucional,
provar que são caridosos,
provar que é natal,
que é panetone
pra
pobre
comer...

ahhhhh arruda,
arruma outras!!!!!!
quantos absurdos!!
quantos loucos te elegeram!!
caíram na sua lábia!!!

mais uma vez!!

e agora??

todo mundo com rabo preso??

e o distrito federal

fede mal...

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

pré-sal


pré-sal
pré-histórico
pós moderno
ultra moderno

riqueza, muita
pobreza, também

terceiro mundo,
quarta economia...

o gato mia
de fome

óleo, muito
grana, muita

gente, muita
ricas, poucas

distribuição de riquezas:
torta.

torta na cara:
desperdício

comício
um filme sobre o lula

e sobre os dois filhos de francisco
brasil, rico
nação, ainda não.

distribuição de riquezas:
desigual.

eterno mal
hora: de acabar
de mudar
pra melhor

um novo pré-sal:
pré-açúcar,
pré-mel,
pr´adoçar
a vida
sobre
os
tupis
e guaranis.
eu nunca tive
uma lupa de detetive

para ver de perto
se tinha conjuntivite

olhei pelo reflexo
das brancuras
sem nexo

sábado, 14 de novembro de 2009


Nas linhas duplas de Itaberá,
alguns raios insistiram
em cair.

Descargas atmosféricas graves
fizeram brilhar o céu
e apagar o chão do país do carnaval.

Mandem-me mais pizzazzzzzzzzzzzzzzzzzzzzz!

terça-feira, 3 de novembro de 2009

estreito caminho que me segue
por onde ando anda.

parte esdrúxula que se negue
faço tudo que me manda.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

nuvens e afins


nuvens e afins
fazem índices celestiais
setas e sinais
que apontam alguma coisa

coisa boa!

chuva cai depois do trovão,
assustando as vaquinhas no pasto.
algumas morrem de medo
e ali mesmo são assadas.

comemoração: churrasco.

não ghost de carne
porque tenho medo
de assombração:
vacas, porcos, perus, galinhas, peixes...
todos
puxando e bicando meu pé de madrugada!!

quero um queijinho minas
e algumas dúzias de banana.

nuvens e afins
fazem sinais no céu e
espero que sejam de algodão doce!

fase que vem

fase que vem,
fase que vai:
haikai.

lucidez

luz brilha
mente pula de vez
lucidez

ferida

pele ferida
carne sangra
sinal de vida

problemas

problemas
raso e sem fundo
mergulho

segunda-feira, 12 de outubro de 2009


morte

medo

vivo.


vive morto

quem

te teme.


tabu

do

desconhecido.


abismo

que não

se vê.


profundo

rasgo

na carne.


alma

em algum

lugar.


há algum

lugar,

alma?


tremem-se

esperneiam-se

silenciam-se.


terras

chamas

formol.


mera

impressão

de algo.


temem

tentam

vencer.


ser mais forte

preparar-se

descansar.


eufenismos,

desconversas,

mentiras.


abrandar

o baque

que dá.


a última batida:

do coração,

do ar.


doer-se,

ser roído,

ser esquecido.


esquecer?

o que tem

para se lembrar?


fagulhas

estalos

clicks.


rápido:

passageiro

e artista.


ruptura

(da rotina)

meio e fim.




celular

Celular
pra ti
em qualquer
lugar

domingo, 4 de outubro de 2009

Rio 2016!


Rio 2016!




Agora, chegou a nossa vez!


Rio, 2016!


Se estivermos vivos,


se ainda existirmos,


se nossa grana der,


se hitler não intervier.




Rio 2016!


alguns bilhões de dólares!!


pro Brasil é fichinha fixinha...




2016, ano do esporte no Brasil,


memorável ano,


é a primeira olímpiada na América do Sul!


é a primeira do Brasil!


em todas as modalidades!!


TODAS!




nossa luta, agora,


será arrebatar, também,


as olimpíadas de inverno!




Viva viva viva!!!

A poesia



A poesia é um momento
que passou na minha cabeça.
se me agrada e não a ti
lamento.
não era o objetivo desta
vida que quer sair da ponta,

pular

de

pon

t

a

no ar que respiramos

onde fingimos que somos
e pensamos dar conta
de salvar da superfície
dos escombros
alguém sob o concreto.

traça

graça?
ela não tem graça
maldita pirraça
veneno não mata a raça
que corta letras e disfarça
de fato parece farsa
pequena mas destrói a Barsa
os meios todos escassa
novamente saio à caça
do bichinho da desgraça
pequena e dócil traça
se achar essa
vira massa
e dessa
não
passa

Relâmpago

Relâmpago:
rápido
e manco

o trabalhador

o trabalhador
trabalha
sente
a dor

domingo, 20 de setembro de 2009

Não fiz nada!!


Uma árvore veio voando sobre mim.
Eram folhas e galhos robustos.

Não fiz nada!!

Em vão. Os galhos nervosos eram
para mim mesmo.

Mas...Não fiz nada!!

Nada que fizesse aquela árvore desviar o olhar flamejante de mim.
Olhar cheio de fogo.
E olhe que não é conotativo.
Era o fogo da queimada.
Era o mal que fizemos.
Eu, humano que sou,
fiz parte daquele velho silogismo conhecido
das árvores...

Perdoo e aceito as chibatadas:
Somos culpados!

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

11 se setembro




11 de setembro
aos onze dias do ano de 2001
algo novo dividia
o mundo pós-moderno:

aviões ultra-modernos
chocaram-se contra as instalações ultra-modernas
do WTC.

As Twin Towers estavam cheias de gente;
os aviões estavam cheios de gente;
o chão estava cheio de gente;
os elevadores e terraços estavam cheios de gente;
as mentes dos terroristas estavam cheias de gente;
as bombas estanunidenses estavam cheias de gente;
as guerras todas estavam cheias de gente e soldados
(há muito tempo...)

muertos, dead, etc, etc, etc e até mortos!

festança nos clãs dos bins ladens!
choro no fundo da alma do cenário de guerra...

sofonias 1,16

Tu vais me hamas pra sempre?



Tu vais me hamas pra sempre?


tradições.


algumas são loucas,
como entendê-las?





o casamento de homens adultos com menininhas,
criancinhas de 6 à 12 anos...



Abuso ensinado por Maomé?

e válido até hoje...



Que mal tem Maomé?

vestido de noiva e a promessa de felicidade aos pais da noivinha,
nada de menstruar na casa dos pais!
que seja na casa do marido!



tudo permitido nos muros loucos de Gaza!


pedofilia?


seria pedofilia?

BOMBA!!





as 72 virgens já não eram mais virgens!

segunda-feira, 7 de setembro de 2009

sete de setembro

a independência do Brasil é comemorada todo dia sete de setembro
até que não exista mais o dia sete de setembro,

os brasileiros se alegram com o jubiloso grito da independência,
mas, na verdade, ele ainda está atolado em nossas gargantas.

findam-se os anos de liberdade a cada novo dia,
enquanto os EUA USAm e abUSAm,
a UE vive pisando em nossos calços, BRIC:
Brincando de ser grande para um dia pisar também.
o IRÃ parece ser um parceiro confiável.
Era o Iraque!

los hermanos de cá querem ser pais,
hermanos hermanos, negócios à parte.

sete vezes sete não, setenta vezes sete devemos
lutar pela independência do Brasil.

o Brasil não conhece ao Brazil,
o Brasil, SOS ao Brazil.

Viva! Independência ou morte!! morte??
ahh seu Dom Pedro!!

o senhor gritou mesmo??

o que o senhor gritou mesmo?

Povo brasileiro, companheiros e companheiras,
amigos e amigas,
ladies and gentleman!

Viva o Brasil que luta pelo direito de ser honesto,
pelo direito dos que não conseguem ter direitos!

Viva viva Viva via um viva pra um vivo ao vivo na vida!

sábado, 5 de setembro de 2009

A cidade mais feliz do mundo!


A cidade mais feliz do mundo!

a cidade é linda! Deslumbrante!

as pessoas são simpáticas e bronzeadas!
o mar é lindo! mas não tão limpo...


mas a cidade mais feliz do mundo
não é essa!


é Über Land!
Terra gentil que seduz!
Über Land, glória da minha afeição!
Über Land, sua beleza reluz!

Não tem as belas montanhas cariocas
e nem o mar (mesmo que poluído...)

mas tem os horizontes cerrados
e a Cachoeira do Sucupira!
sem contar o Parque do Sabiá!
as aves que gorjeiam lá, não gorjeiam como cá!

ÔOOO cidade feliz!
Não perguntaram para os gringos?
Qual é a cidade mais feliz do mundo pra você?
Über Land!

é lá que eu moro!
Tem que ser feliz de qualquer jeito!

Se manga e nem cão entrarem em extinção


o som das árvores ecoam
ecologicamente correto.


a água que desce do céu
pode ser armazenada
não em tonel
mas em caixa quadrada.


o brilho estonteante do sol
tropical no Brasil,
vira energia elétrica no hall
de entrada da hidrelétrica Capim Branco anil
riu riu riu riu riu riu riu.


as paredes de material reciclado
lembram um barraco da rocinha
mas não da rocinha d´outro lado,
da rocinha riquinha.


as águas 100% tratadas
são sinal de saúde e zero sede.
o esgoto que não corre à céu aberto até à rua,
é bom de se ver longe além dos horizontes da lua!
ua ua ua ua ua ua ua ua uau! lual!


as telhas não foram aquecidas
em fornos movidos à lenha,
mas são materiais esquecidos
que faz bem a quem se empenha.


separado e só,
o lixo recicalado logo é levado,
o orgânico é mais que borogodó:
vira adubo bem aproveitado.


eco chato é novo tempo
é preciso ser chato pra sobreviver,
o planeta sucumbe sem ser
culpado pelos males deste evento.


é o vento!
é o fogo!
é a chuva!
é o mau tempo!
é o raio!
é o tornado!
é o balaio!
é o furacão!
é o buracão!
é o cão chupando manga!
se manga e nem cão,
entrarem em extinção!

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

nuvens, biscoitos e cestos de sisal


nuvens, biscoitos e cestos de sisal:
o que tem a ver?
nada mal.

nuvens se transformam em coisas quando temos um tempinho pra olhar pro céu;

biscoitos, muitos biscoitos, para comermos enquanto apreciamos as brincadeiras rarefeitas;

e sisal, ótimo recipiente para biscoitos enquanto vemos as nuvens em seus vai e vem...

terça-feira, 25 de agosto de 2009

abdelmassih


ahhh abdelmassihhhhh...

quantos filhos não fez de você mesmo, hem?


o estrupador do colarinho branco.

tudo branco.

um lord.


doutor.


em reprodução humana, especialista!

no boa noite cinderela consensual, mestre!


alguém pediu para se comprar os ingredientes:

presunto, muçarela, orégano, etc.


será?

não pode ser!

o que a grana poderá comprar?

quase quarenta anos fazendo vítimas

temerosas, duvidosas...


ahhhh seu doutor!!

não faça isso...

e agora?

será que servirá aos detentos!



quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Conselho de ética


Conselho de ética
por favor, me ajude:

nove a seis;;

ceis viram??

é o BRASIL com todas as suas pizzas e
com todo o seu samba.

ética: o que é isso???

mais que um absolvição, mais que um arquivamento,
é uma descarada monção de impunidade descarrada.

Viva o Maluf! deputado mais votado de SP ( e o mais rico das bahamas)!!!!
Viva o Collor!! comprovado e descolado!!
Viva o Renan!! o calheiros, coronel das Alagoas!!!
Viva o Sarney! esse eu sei...
Um viva para Edmar Moreira!!!político medieval!!
Um salve pro Zé Dirceu e pro Berzoini!!! pelas excelentes aparições!
Pra todos os vampiros! lenda já era...
Pra todos os sanguessugas!! um dia foram úteis??
Pros anões, fadas e lobos maus!!
Pra cada centavo suado que eu, gentilmente, cedo para meu país.

Estão todos de parabéns!
Obrigado conselho
de
é



ti
c





a


!

domingo, 16 de agosto de 2009

o filme que se repete

mais um filme
o mesmo outra vez
infelizmente força-me
sentir-me freguês
de novo o ver velho
para um olhar já cansado
que esbugalhe a pupila do olho
de um presente forjado
às chaves enferrujadas no ferrolho
mais um filme que se encena
como num déjà vu
numa rima obscena
que se parece com
cu coooo!
cu coooo!!
cu coooo!!!
cu coooo!!!!
sai o passarinho cantador
cantando as mesmas horas
de todos os dias!

viva o cuuuuuuuucoo!!!!!

incansável repetidor das dores!
incansável mas mecânico!
diferente de nós:
cansáveis e mecânicos!

viva o cuuuuuuuuuuucooo!!!!!!

que viva para cantar outras melodias!
que viva para sentir outros sabores!
que viva para sentir outros odores!

que viva!

...porque nós vivemos.

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

domingo, 9 de agosto de 2009

não aos beijos e abraços!


agora é regra:

não aos beijos e abraços,

até que se prove o contrário.


nada de toques e apertos de mãos,

muito álcool gel no bolso

e em pequenos vidros portáteis.

(cuidado pois são voláteis!)


nada de falar perto demais

pois você não sabe do que um vírus é capaz!


ao tossirem perto de você, CORRA!

se espirrarem então, MEU DEUS!


entregue sua alma e sejas feliz!

leve lenços

de papel.


e, por NOSSA SENHORA!!

não os reutilize!

jogue no lixo!


L I X O !!


sabes o que é isso?


não deixe a meleca escorrer...

a coriza (nome chique da meleca que escorre nariz afora, ora verde, ora amarela, lembrando as cores nacionais!)


dimais!


use lenços de PAPEL!

de pano não!


CUIDADO!


ADVERTÊNCIA!


se você sempre foi hipocondríaco, parabéns!

milhões de compañeros te acompanham!!

não sois mais um louco!

louco é pouco!

agora, somos todos loucos,

até que se prove o contrário...

e lá está o bigodudo sarney


e ninguém o tira de lá!

mais uma vez encarnado em seus personagens,

o coronel foi arquivado por seus camaradinhas

do conselho de ética do senado.


eu é que não quero ser aconselhado por estes conselheiros cavalheiros


e o sr. presidente se mantém,

apoiado por um, também,

ex-presidente do brasil

famoso personagem do impeachment 92

farinha do mesmo saco: os dois.


e por outro lado

por um senador famoso

devido às suas aventuras

e desventuras,

com a mônica veloso (não confundir com a irmã do caetano).

depois de não pagar a pensão,

viveu o vou não vou na presidência da casa

que hoje el bigodom vive também.


e o conselho de ética??
todos têm rabos presos!

antes tivessem o corpo todo!


e onde está o sarney?

na cadeira do rei do cangaço!


terça-feira, 4 de agosto de 2009

beijos no chão

no chão, por muito tempo,
o beijo fez parte de um ritual.

de fé, de amor, de ideal.
saudades ficam pela vida
daquele homem que tanto nos ensinou.

na humildade, os olhos lacrimejam.
que belo exemplo,
que belo.

domingo, 2 de agosto de 2009

a luta entre classes

quando vejo as coisas,
as pessoas lutando para tê-las...

a luta entre classes,
o trabalho atordoante,
os excesssssssssosssss de trabalhos,
a estafa do corpo,
a ausência de carinhos,
de companhias...

afinal: o que é importante??
o que levamos de tudo isso?
já parou pra pensar?
ahh...não tem tempo pra parar e pensar...

não levamos nada.
nem o que levamos uma ida toda para comprar...

sexta-feira, 31 de julho de 2009

páginas amarelas

estavam amarelas as páginas
passadas uma a uma, vagarosamente.

pareciam páginas dos grilheiros
tentando autenticar pelas marcas do tempo,
as mentiras dos homens.

páginas que não eram comerciais,
que não vendiam nada,
quer dizer,
vendiam sim:
sonhos,
assim como cantou nascimento.

vendedor de palavras.
minhas páginas amarelas e perdidas,
encontradas depois de longas datas,
econdiam coisas minhas:
asas, pés e coração.

tudo numa mistura estranha de saudades,
tudo numa coisa que, mesmo em suas épocas,
não soube explicar mesmo.

traças traçam incessantemente letra por letra.
mas não conseguem usurpar a essência.
ficam alguns pingos de ir.

domingo, 19 de julho de 2009

´Deus louco de amor


que se faça o fogo!!
e o homem ateou fogo nas matas.

que se faça a luz!
e a conta veio cara.

que o homem domine todos os seres vivos!
e quase todos estão em extinção.

o homem terá para si uma companheira!
e o homem virou polígamo.

que Deus é este que nos deu tantas liberdades?
é um Deus louco de amor.

terça-feira, 7 de julho de 2009

revelations


assim se revelam as palavras:
escondidas, parecem perdidas, mas não.
não estão perdidas.

sempre há quem as queira encontrar.
algumas preenchem vazios desconcertantes,
outras, desconcertam ainda mais.

desconcentram-me ainda mais.
letras atrás das portas,
portas identificadas por letras.
números não podem te superar,
nem sobrepor.

palavras e frases se formam com um piscar
de olhos.

algumas gotas de orvalho (ou lágrima) as tornam
foscas.

em forca se transforma a palavra,
em sorrisos, lágrimas tornam-se.

em torno de um dicionário giram almas
fulminates em raptar alguns significados
desconhecidos,
algumas rimas
que,
ainda,
não foram usadas.

como esta:

revelations,
ou você as tem,
ou naões.

sexta-feira, 29 de maio de 2009

ponto a ponto

rápido! venham ver!
o ser ou não ser do inglês!

ser ou não ser para inglês ver.

muitos pontos em comum
há.

Pontos a serem vistos,
pontos de vista.
daqui e de
lá.

pontos em vida,
ponto a ponto,
seguem marcando espaços.

domingo, 24 de maio de 2009

sigo em frente provando outros ares


respiro
ar entra,
inspiro
ar sai.

saem também meus males,
minhas dores, minhas lágrimas.

respiro.
coisas boas agora veem-me.
(pois só coisas boas podem vir do céu)
algo lindo que me inflame,
que me ame,
que me sane.

tento, de novo, trazer ar.
sufocado, não consigo.
vejo-me submerso em odores impuros.
poluição?
são gentes sem estrelas.

inspiro tudo que tenho.
já não tenho mais nada.
nenhum pingo de nada.
um grande mar vazio.

oopsss! algo novo no ar!
loves is in the air!
tudo bom,
todo bem,
do céu vem!
cair??
agora não!
sigo em frente provando outros ares.

domingo, 10 de maio de 2009

As pessoas que pensam saber alguma coisa


As pessoas que pensam saber alguma coisa
bem poderiam pensar melhor
e ver que as limitações humanas
não nos podem dizer tudo.
Na verdade, dizem nos nada.
E quanto mais os envolve a prepotência,
mais se abalam em suas ignorâncias.

quarta-feira, 6 de maio de 2009

pedras


abrindo caminho por entre as pedras
vi que era possível algo novo.
acreditei que era possível uma mudança.

pedras não falam.
mas se mexem através dos dias.

algo novo pode ser nestas vidas de pedras?
pedras: seus sentimentos são previsíveis.
prove algo ainda nunca visto,
vista alguma coisa diferente.

quinta-feira, 30 de abril de 2009

de repente escuridão


de repente, escuridão!
toda a cidade se cala,
todos temem o pior,
a escuridão assusta,
a falta de TV também,
a falta de internet,
mais ainda.

onde está o eletricista de plantão?
o que foi isso?
uma torre caiu?
blecaute geral?
um ataque alienígena?
de todos o que mais assusta...

medo, pavor, terror, horror...
tudo que causa dor,
tudo que a falta de luz
produz.

fobia.
onde andará a luz do dia?
furnas, itaipu, capim branco, miranda.
anda!!! onde foi que aconteceu?
caos.
carros nervosos, motoristas atônitos.
peçam ajuda aos céus!
é agora???
nisso todos somos réus!

terça-feira, 28 de abril de 2009

donas ditaduras


Marchando pelos sonhos
das estrelas dos generais
algumas por méritos,
outras por mortes.

As vozes calavam-se diante dos capatazes
vorazes, eles não mediam as dores dos inquistos.

Hoje velada, tentam esconder o passado impuro,
de quantos latinos americanos perdidos feridos vencidos fugidos
em combates.

Com o aval dos EUA e de seus domínios,
muitas terras viraram quintais,
deixaram-se levar
pelas estrelas dadas,
pelas medalhas douradas,
por capitais de rabos presos.

Brasil, Chile, Argentina, Nicarágua...

Quantas águas e sangues correram para o mar,
para sete palmos abaixo de suas terras,
por ideais de uma terra livre,
por amor será?

Não se apague da memória,
não se ateia fogo facilmente no passado,
muito, antes, há de se queimar!
Donas ditaduras.

animais racionais

rápido!!
pasmem com as notícias que se achegam!
sempre mais mais e mais!!
ebolas primatas,
vacas loucas,
gripes aviárias,
gripes suínas!

a culpa é dos animais!!

animais racionais!
que pregam uma peça na gente,
sem que a gente queira vestir.

terça-feira, 31 de março de 2009

Olhos de luz


Não importa que seja a mais feia
Não importa que seja a mais complicada
Basta que seja assim mesmo
Pois outra pessoa não ocupa o lugar...
Por mais que seja tão fácil pensar assim
Quem está de fora não pode entrar no coração que sofre
As dores do abandono
Estranho abandono que sinto aqui dentro,
Bem no fundo do que não conheço ou do que pensava conhecer
E julgava ser fácil suportar.

Os olhos tentam se esconder das lágrimas,
Os pensamentos tentam ser outros,
Mas a indignação dura ainda alguns dias
Que, sinceramente, não sei quantos são.
Não me adiantou marcar datas para o fim,
Essa sensação nova, tão antiga, é me desconhecida.
Que falem que falem que falem...
Só quem vive é quem sabe.

Só, suporte, supere, super homem de marrom!
Que da marrom cor não se esquece,
Que, por enquanto, ainda padece,
Pois ainda é madrugada em minha vida,
Porque ainda não vejo a luz do fim destes dias estranhos,
Misto de aceitação e mágoa,
Paciência e tristezas,
Meio e fim,
Ao terceiro mês disso tudo,
Ao terceiro dia o Senhor ressuscitou!
Olhos de luz!

quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

Meu primeiro dia...


Meu primeiro dia...
de um novo ano...
tudo é maravilha...
tudo é de novo...
até 31 - 12.

Mea Culpa

Mas...que culpa tenho eu nos males deste mundo?
faço parte dele e já é o suficiente.
tomo parte deste jugo.
faço parte deste jogo.

Alguém poderia afirmar:
não tenho nada a ver com a miséria desse povo!
se pisamos uns nos outros para subir mais alto
quem vai ficando pra trás,
vai ficando por nossos méritos.

O que se aprende nas academias deste cenário louco
segue a linha do cortesão deste mundo.

Vós bem sabeis do que gosta o cortesão deste mundo:
sexo, drogas e rock´n´roll.