segunda-feira, 11 de julho de 2016

iniciei um processo para transferência de propriedade de um carro em fevereiro.


iniciei um processo para transferência de propriedade de um carro em fevereiro.
sempre cuidei eu mesmo dos processos de compra, venda, transferências etc no detran.
não vejo a necessidade de se pagar um profissional para isso.
afinal, é tudo direcionado para o "faça você mesmo".
mas é certo que situações diferenciadas pedem o apoio de um despachante.
mas é raro.
transferência, emplacamentos, vistorias...isso não tem segredo.
bom, fevereiro...
comprei o carro, assinamos o recibo,
reconhecemos firma em cartório,
paguei os impostos e taxas para o estado.
vou fazer a vistoria para transferir o veículo e botar no nome do novo dono!
__é, mas agora é só pela internet!
__nada mais justo! modernizando!!

acessei o www.detran.mg.gov.br/veiculos/vistorias.
__ora...nenhuma vaga...
acessei mais tarde:
__nada.
acessei no dia seguinte:
__nada.
deixei para marcar na semana seguinte.
__mais nada!
liguei em todos os números da polícia civil disponíveis no catálogo telefônico e
na internet para esclarecer minhas dúvidas sobre o agendamento de vistoria
e nenhum dos números publicados funcionaram.
não atendem.
como assim...? os números estão aí mas...ninguém atende...?
nem vou passar aqui porque não adianta mesmo.
tentei uma conversa pelo chat.
o quê??
nada!
ninguém do outro lado!
mandei email.
até hoje estou esperando resposta.
nada funciona!
a comunicação é horripilante!
passaram-se os dias e, diariamente, noite, dia, madrugadas, manhãnzinhas,
fim de tarde, começo de noite, meio dia...
em nenhum horário encontravam-se vagas para vistorias
na delegacia de trânsito de uberlândia!
engraçado que, em outras localidades tinha disponibilidade
mas, em uber?? nada!
telefonar não adianta,
mandar email é retrógrado,
carta? nem se fala!
escolhi ir pessoalmente pois o mês estava acabando
e eu ainda poderia ser multado por deixar de transferir o veiculo após o 30º dia da compra.
cheguei na delegacia um dia antes do prazo do vencimento.
fui pedir uma prorrogação para transferir.
no balcão, muitos despachantes.
alguns entravam e saiam tranquilamente em áreas restritas.
ótima interação.
eu estava ali mais perdido que cachorro caído de caminhão de mudança.
fiz uma pergunta para a policial que estava no atendimento ao público.
ela tinha um rosto bonito,
mas as sobrancelhas eram nervosas.
__por favor, o prazo para transferência está vencendo e não consigo marcar pela internet,
como consigo uma prorrogação?
__(...)
ela ficou muda alguns segundos.
minha pergunta soou feito uma ofensa.
desviou a atenção de mim e conversou com um despachante,
depois, voltou a falar comigo,
perguntou meu nome e me entregou uma senha.
olhando para outro lado, disse:
__senta e espera ser chamado pelo seu nome.
e lá se vai uma hora e pouca...
quando fui atendido, o delegado foi breve.
falei do problema, ele pegou o cadastro do veículo,
carimbou e assinou no verso dizendo:
__mais um mês! vai tentando! o sistema tá congestionado mas funciona!

continuei tentando a marcação pelo site no decorrer dos dias e...nada!
alguns amigos compraram carros na mesma época que eu e já haviam feito o processo.
__como??
__paguei um café lá dentro...
__que mal exemplo...como a gente vai pedir um país mais honesto?
__bom, resolveu o problema!
__e você? o que fez?
__paguei um despachante e foi rapidinho!
__como ele fez pra conseguir agendar a vistoria tão rápido??
__sei lá! paguei o cara e como ele fez não me interessa!
__sim...estranho...
__paga alguém, sô!
__não não...não quero gastar mais...
__fala com aquele amigo seu lá de dentro!
__de jeito nenhum! não quero usar de influências! vai ser padrão! do jeito que tem que ser!

mais um mês finda e nada de conseguir a vistoria.
depois de ouvir muitas chacotas,
voltei na delegacia de trânsito porque
os telefones continuavam existindo apenas no papel.
no balcão a mesma sina.
agora me atendeu outra menina.
de poucas palavras, não quis saber motivos,
me entregou uma senha e pronto.
e lá se vão duas horas!
__estou aqui para renovar a prorrogação para transferência de veículo,
não consigo de maneira alguma agendar pela internet!
nunca! em nenhum horário!nunca tem vaga!
__olha, o sistema funciona...
__talvez funcione para o senhor e para os despachantes, pra mim não dá!
(isso soou como um desacato! não podemos questionar! ficamos atados...)
__há um certo congestionamento...o senhor tente de manhã...
__sim, já tentei! de manhã e em todas as horas do dia! nunca tem vaga!
__tudo bem! (deu mais um carimbo e outra assinada)...próximo!
esbarrei com um despachante na saída e perguntei qual era a técnica para marcação de vistorias.
__rapaz, não tem segredo! entre 10 pras 8 e 8 e 10 você fica ali, de frente pro site!
e vai atualizando!! vai dar certo!

saí da delegacia em total desesperança com o sistema.
na portaria um rapaz me abordou e perguntou se eu estava precisando de ajuda.
__claro! não consigo marcar uma vistoria...
__tem um camarada que marca pra você agora!
__quem?
__não posso falar, mas é 100 real!
__(...)

mais um mês se passa,
volto na delegacia,
a moça me passa uma senha,
eu espero e sonho.
delegado me atende:
__não precisa assinar mais isso! todos que estão com o problema não serão penalizados! passar bem!
menos mal, pensei.
juntei tudo isso e fiz uma denúncia no ministério público.
a resposta imediata era que outras pessoas já haviam denunciado
e que já estavam tomando providências.
menos mal, pensei.

tentei inúmeras outras vezes e desisti do glorioso site do detran.
até que...mudaram o sistema de marcação! êeeeeeee!!!!
fiquei sabendo no dia que desisti de tentar e liguei para um amigo despachante,
que, a propósito, me deu a boa notícia.
agora, para agendar a vistoria, a taxa tem que estar paga!
esse diferencial simples abriu uma vaga para o dia 11 do 7!
de fevereiro para julho...nada mal!
consegui fazer a vistoria e iniciar a efetivação da transferência de propriedade
sem usar de influências e sem pagar nada mais que a taxa de transferência!
me disseram que perdi tempo demais e que sou otário.
chegaram a me zoar dizendo que, com certeza, quem iria fazer a transferência do carro seria o meu filho.
dessa piada eu ri também!
meu filho ainda está no quinto mês...de gestação! bem bunitinho no ventre materno!
mas...peraí...não perdi tempo!
as idas e vindas na delegacia de trânsito,
a boa educação dos servidores daquele lugar,
os chás de cadeira,
as horas na frente do computador,
do celular, as zoações...
isso tudo foi muito bom!
não me deixei corromper pelo sistema!
luto até o fim pelas coisas que acredito!
e uma dessas coisas é a ideia de que
a mudança começa dentro da gente mesmo!
os pequenos e inofensivos hábitos de corrupção
não podem criar pernas comigo!
esses velhos hábitos que molduram o jeitinho brasileiro
fazem com que achemos normal comer um chocolate dentro do supermercado (e não pagar!)
ou mesmo acreditar que os desvios de dinheiro público na petrobrás
nada mais são que ofício de políticos.

o documento fica pronto daqui três dias!
e é um orgulho dizer que eu tive a faca e o queijo na mão
para agilizar o processo mas preferi o jiló com frango de panela.
os bons entendedores vão saber que queijo pra mim é o que há de mais sublime na culinária do mundo!
e que frango (arghh!!), pra mim nem o cheiro!
jiló?
pra quê amargar desse jeito?
melhor adoçar a vida!
valeu a espera,
vale uma consciência tranquila.









Um comentário:

Anônimo disse...

Parabéns pela vitória , alí é o retrato do nosso país . e a impunidade corre solta. para conseguir algo mais rápido tem que participar do sistema. uma verdadeira máfia da propina.