sexta-feira, 22 de agosto de 2014

meu tempo é um arroto do meio dia e quinze


Deus me dá inspiração todo dia,
mas tempo não tenho muito não.
às vezes pego no lápis para escrever
mas, daí, tenho que correr
e acabando parando.
as palavrinhas continuam lá,
guardadinhas na cachola,
mas precisam de mais tempo
para saltarem mundo afora.

acho que nem eu mesmo me conheço bem viu?...
o tempo é parco,
sei que, por bem pouco,
me pareço com um porco.
é um bicho de estrutura orgânica parecidíssima com a gente!
nem parece né?
meu tempo é um arroto do meio dia e quinze
com compromisso às uma!
sempre assim!
nem sempre lavo todas as louças
porque nem tudo é de louça.
mas me esforço e,
para ganhar tempo,
ensaboo tudo rapidim
e taaaaaco água!!!
com você escolando a tarde
não tenho mais fulga para o parque,
e nem tempo para tomar água de côco fingindo que é domingo.
domingo...
aah o domingo...!
passa rápido também!
parece sempre ansioso pela dona segunda!
mas... de repente pego na sua mão.
sabe...é você!
você é a minha inspiração!
a água pela qual me apaixono mais a cada nova gota,
daquelas que brotam puríssimas lá do fundo da terra!
e vem supitando meio areia, meio água, meio mistura.
todo dia quando te vejo,
mais te sinto na veia,
nem verde, nem madura,
no tempo certo!
assim como o sangue que chega suado ao coração
e sai turbinado do mesmo lugar,
assim sou eu mesmo: sem relógio no pulso.
corro muito mas não sou maratonista,
to mais para um maquinista,
puxa o peso todo nos trilhos
mas mal força o polegar direito.
água água...
me inspire mais e mais!!
ao seu lado tenho paz
e não passo sede!
minha inspiraçãozinha de cada dia!
você merece muito mais que uma poesiazinha no blog,
você merece uma vida toda!
vamos!
entre na roda!
rodando e pedinho ao Pai
para que, neste caso,
o tempo vai mais logo, vai!





Nenhum comentário: